terça-feira, 18 de junho de 2013

Winebar com vinhos patrícios: Olho de Mocho Reserva 2009

Ontem tive mais uma oportunidade de participar da degustação comentada do winebar, desta vez com a presença da enóloga portuguesa Catarina Vieira, co-responsável pela produção dos vinhos da Herdade do Rocim, vinícola alentejana das mais impressionantes quando falamos de uso e emprego de modernas tecnologias, arquitetura e claro, pela qualidade de seus vinhos. Os vinhos selecionados são: Herdade do Rocim Tinto 2009Olho de Mocho Reserva 2009. O evento contou ainda com o apoio da World Wine, que trás os vinhos pro Brasil.


Sobre o winebar, me utilizando das palavras do próprio site, é um local onde se promovem experiências únicas para os apaixonados pelo vinho e gastronomia. Através de transmissões AO VIVO pela internet (site próprio e Facebook), você prova com os organizadores os melhores vinhos do mundo falando diretamente com o produtor. Nada a acrescentar, só a agradecer, como de costume, pela oportunidade de participar juntamente com muitos jornalistas, formadores de opinião, produtores, enfim, de aprender muito sempre que estas oportunidades aparecem.

Pra falar sobre a vinícola, irei me utilizar mais uma vez do site do Winebar: "A Herdade do Rocim é, sem dúvida, uma das propriedades mais impressionantes de todo Portugal. Lançando um projeto arquitetônico ousado, que prima beleza e delicadeza de detalhes, a vinícola se destaca também pela alta qualidade de seus vinhos. Situado nas imediações de Vidigueira, no Baixo Alentejo, ela conta com cerca de 120 hectares, entre os quais 70 de vinha e 10 de olival. Adquirida em 2000 pelo Grupo Movicortes, recebeu altos investimentos nas instalações, o que permitiu a vinícola implementar processos de produção da atualidade. Graças à estrutura do projeto, além da fama do produto produzido, a vinícola se tornou uma fonte promocional para a região do Alentejo".

Como não consegui ainda provar os dois vinhos, hoje posto sobre o vinho que eu escolhi pra escortar o jantar ontem e comentar pro winebar: Olho de Mocho Reserva 2009. O vinho é feito a partir de um corte das uvas Uvas: Syrah, Touriga Nacional e Alicante Bouchet embora não seja sempre o mesmo, podendo variar uma outra uva em sua composição em cada safra por se utilizar das melhores uvas de cada uma das safras. Passa ainda por amadurecimento de 12 meses em barricas de carvalho (80% francesa) e estágio em garrafa durante 6 meses antes de ser liberado ao mercado. Vamos as impressões.

Na taça uma cor violácea, de grande intensidade, quase sem transparência e com algum brilho. Lágrimas finas, rápidas e bem coloridas ajudavam a tingir as paredes da taça.

No nariz, aromas de frutas vermelhas em compota, toques de chocolate e café e leve lembrança de especiarias. Ao fundo da taça, lembrança de madeira também se fez sentir.

Na boca um vinho de corpo médio, boa acidez e taninos marcados e presentes, mas de boa qualidade. Retrogosto confirma o olfato com muita fruta, picância em língua e chocolate. Final de longa duração. 

Mais um grande vinho apresentado pelo winebar, que mostra ter ainda perfil para envelhecer mais um pouco dada sua estrutura. Caiu bem com a carne grelhada e batatas rústicas feitas pela minha esposa. Vale a prova, eu recomendo! Assim que provar o outro vinho da degustação, posto aqui minhas impressões.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário