segunda-feira, 24 de junho de 2013

Peachy Canyon Incredible Red 2010

Mais um dia daqueles, em que ficar em casa curtindo a esposa, o aconchego e a diversão, chegava ao final e o horário do jantar se aproximava. Queríamos algo simples e fácil para finalizar a noite e optamos por um fondue de carne ao vinho, sempre delicioso e para carnívoros inveterados como a gente, um sonho de consumo. A pergunta recairia então sobre o vinho que escolheríamos para a situação. Pela proposta, um vinho também descompromissado e leve, seria a pedida. Achei que este Peachy Canyon Incredible Red 2010 seria uma boa pedida. Acho que acertei.


Paso Robles, onde este vinho é produzido, é uma região na Califórnia (EUA) famosa por seus vinhos e em especial, por seus vinhos oriundos da casta Zinfandel. Lá, montanhas suaves alternam na paisagem ao passo que um clima quente e de longos dias contrasta com temperaturas mais amenas com o cair da noite. São plantadas diversas variedades de uvas entre brancas e tintas, mas segundo conta a história, a uva Zinfandel é nativa da região e se tornou símbolo do lugar. 

Já a vinícola Peach Canyon tem uma história relativamente recente, sendo criada em 1988 quando um casal que havia se mudado para o lugar alguns anos antes em busca de sossego e uma vida mais tranquila para eles e seus filhos, comprou uma propriedade onde já haviam algumas vinhas de Zinfandel, dando origem a uma marca respeitada na região. Embora familiar, hoje a marca já é disponibilizada por todo os Estados Unidos e começa a chegar ao Brasil pelas mãos da competentíssima Smart Buy Wines. 

Sobre o vinho, para finalizarmos a parte "teórica"do post, o mesmo é composto por 84% de uvas Zinfandel, 9% de uvas Syrah e 7% de uvas Petit Syrah. Passa por 18 de carvalho americano (40%) e húngaro e possi 14,5% de álcool. Vamos então as impressões.

Na taça o vinho exibiu uma bonita cor rubi violácea de média intensidade, algum brilho e transparência. Lágrimas finas, rápidas e coloridas ajudavam a dar cor às paredes da taça.

No nariz o vinho abriu com aromas de frutos vermelhos, baunilha e toques de pimenta. Tudo muito suave e bem integrado, sem que nenhum destes saltasse na frente dos demais. Gostei.

Na boca o vinho apresentou boa acidez, corpo médio, taninos finos e macios. Retrogosto confirmando o olfato com fruta vermelha fresca, toques de capuccino e final de média duração com alguma picância.

Mais um bom vinho que foi apresentado pelo SmartBuy Club, de uma das uvas que mais me agrada. Combinou bem com o nosso jantarzinho e fez a alegria do fim de noite.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário