quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Ainda sobre o Winebar do Chile: Ventisquero Pinot Noir Reserva 2012

Dando continuidade ainda com os vinhos que nos foram apresentados durante o Winebar cujo assunto era o Chile e suas novas denominações de origem (acontecido no último dia 07 de agosto) vamos agora falar sobre um dos vinhos que ainda não tinha provado desde então. Se trata do Ventisquero Pinot Noir Reserva 2012.


A Viña Ventisquero é uma velha conhecida do público brasileiro, seja pela grande variedade de vinhos disponíveis mas também por uma inegável qualidade associada a estes. A vinícola começou suas atividades em 2000 e desde então com o lançamento de cada novo vinho, vem se consolidando como um grande player no mercado. Hoje a vinícola possui vinhedos em todas as grandes regiões vitivinícolas do Chile: Maipo, Casablanca, Leyda e Colchágua. Se tratando do vinho de hoje, as uvas vem de uma região do Vale de Casablanca. 

A linha Reserva pode ser considerada a de entrada mas nem por isso se exime de ter muita qualidade e carácter. No nosso caso específico, um vinho feito com uvas 100% Pinot Noir, fermentado em tanques de inox com bastante contato com as cascas (por isso da cor mais intensa) e ainda envelhecido por 10 meses em barricas de carvalho (70% do vinho). Possui cerca de 13,5% de graduação alcoólica.

Na taça uma bonita cor rubi violácea de média intensidade, bom muito brilho e boa transparência apesar de ser um pouco mais intensa do que os Pinots mais tradicionais. 

No nariz aromas de frutos vermelhos frescos, toques florais, baunilha e um quê de mineral. Tudo muito equilibrado e elegante, sem tornar cansativo.

Na boca um vinho de corpo médio, acidez refrescante e taninos macios e suaves. Retrogosto confirma o olfato com fruta em abundância e lembrança de baunilha. Final de média para longa duração.

Um bom vinho, ótimo custo benefício e que pode ser considerado para o dia a dia por sua versatilidade. Acompanhou bem um frango c/ molho de tomate e milho. Eu recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário