sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Champagne & Apple: harmonização impossível?


Que Champagne é o nome da região mais famosa de vinhos espumantes do mundo e  que seus vinhos são os mais reverenciados para situações festivas, acho que ninguém vai discordar. É também um lugar onde o velho dito "a imitação é a forma mais sincera de lisonja" nunca foi levado em consideração quando falamos de sua marca. E olha que oportunistas de plantão não faltam. Sempre em meio a contratempos pelo nome e pela utilização do mesmo, dois recentes episódios ressaltam aos olhos e foram destaque na mídia.


Primeiro, no início deste mesmo ano, quando a Casa Branca lançou um menu de inauguração descrevendo acidentalmente como Champagne, uma garrafa de vinho de algum lugar dentro da região mais conhecida vinícola dos EUA, a Califórnia.


E então, o mais recente imbróglio, desta vez com a gigante do mercado de eletrônicos e de comunicação, a Apple e seu novo Iphone 5S, um produto vindo da China (e não da França). A Apple ainda está definindo a estratégia de lançamento deste novo produto, mas segundo vazamentos "extra-oficiais", videos e fotos mostram que o produto terá uma nova cor, que até então se chamaria "Champagne". Ainda segundo publicações internacionais, já existem comentários em tom de desaprovação vindos de pessoas do alto escalão das associações de representantes dos vinhos de Champagne. Para eles, primeiramente o vinho espumante Champagne não possui uma única cor, o que por si só já invalidaria a iniciativa da Apple. Depois, segundo estas pessoas, quem se utiliza do nome Champagne para uma determinada cor estaria se apropriando de todo o benefício e mito que existe ao redor do rótulo no mundo. E olha que para eles, não existe qualquer problema em ingressar ações litigiosas contra a Apple ou qualquer outra empresa, principalmente de fora do mundo vinícola, como em perfumes, cremes dentais, água mineral para animais de estimação, roupas intimas e sapatos, por exemplo.

O jeito vai ser esperarmos até o lançamento do novo Iphone pra ver se a Apple comprou ou não esta briga. E você caro leitor, o que acha do caso? De que lado você fica?

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário