quinta-feira, 5 de maio de 2016

Algumas dicas para se comprar bons vinhos a bons preços

O Santo Graal que todos nós enófilos buscamos é encontrar uma boa garrafa de vinho por preços que caibam no orçamento, não é mesmo? E isso quer dizer que não estou falando apenas de um vinho que é bebível, estou falando de um vinho que você vai realmente aproveitar e provavelmente irá querer beber novamente. O problema é que, para a maioria dos vinhos com preços abaixo deste valor, tendem a ser mais maquiados ou simplesmente a possuir gosto de algo que foi produzido em massa. Mas há diamantes brutos que podemos lapidar, existem alguns bons vinhos por menos de 50 reais, por exemplo, que são ótimos para beber e feitos com cuidado e qualidade. Vamos ver como tentar achar tais preciosidades?


A primeira dica é: fuja de regiões renomadas e famosas. Se você topar com uma garrafa de vinho por valores muito baixos de uma região que é conhecida por boas garrafas que custam em média valores maiores, não caia em tentação. É altamente improvável que os vinhos que você encontrou nestas condições não serão o diamante em bruto que você procura. Na verdade, é provavelmente um vinho que foi "melhorado quimicamente" e os critérios aplicados em sua fabricação não devem seguir padrões mínimos de qualidade, salvo raras exceções. Não desperdice o seu tempo.

Segundo: busque vinhos brancos. Normalmente muitos vinhos brancos não tem passagem por madeira, comparados aos tintos, e são prontamente engarrafados após o processo de fermentação, fazendo com que o processo produtivo destes seja menos caro e então é possível encontramos bons vinhos brancos com preços por vezes mais compatíveis com nossa realidade. Principalmente se você estiver procurando algo leve e refrescante.

Terceira dica: procure por uvas menos famosas. Se compararmos astros do mundo vinícola como a Pinot Noir com outras como Albariño ou Nero d'Avola, veremos que a segunda ou terceira tem menos fama e por isso, você poderá encontrar alguma oportunidade se fugir do óbvio.

Quarta dica: cuidado com as famosas promoções ou "queima de estoque". Embora você possa encontrar alguns bons negócios nas queimas de estoque, se você não souber o que está procurando (algum produtor conhecido e/ou vinho já provado), é mais provável que você venha a se decepcionar. Estas promoções geralmente trazem vinhos que uma loja/importadora não consegue vender, estão sendo descontinuados e que muitas vezes significa que não havia ninguém na loja que era apaixonado o suficiente para vendê-los. E isso significa que você provavelmente não vai desfrutar se beber essas garrafas também.

Quinta dica: se atenha aos vinhos que cada região é famosa por. Explico. Se você estiver procurando um Bordeaux, por exemplo, e ver que a composição do vinho é Syrah e Grenache (exagerando) ao invés das tradicionais Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc, fuja para as montanhas. A tradição traz consigo a qualidade e a possibilidade de bons negócios. 

Para finalizar, não existe tal coisa como Champagne a menos de 100 reais. Pode até ter escrito Champagne no rótulo (e estar contra legislação ou algo do gênero) mas acredite, não é. Se você não estiver disposto a gastar muito, vá de espumante nacional ou opções importadas mais acessíveis.

E você caro leitor, você tem alguma dica pra dividir conosco? Deixe uma linha nos comentários e vamos compartilhar tais idéias.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário