segunda-feira, 9 de maio de 2016

Vinha da Tapada Coelheiros Tinto 2010

Criada em 1981, a Herdade dos Coelheiros (produtora do vinho de hoje) é uma empresa familiar que, através dos anos conseguiu o reconhecimento da produção de vinhos de indiscutível qualidade, quer no mercado português quer internacionalmente. A sua história de excelência começou com o lançamento do primeiro vinho rotulado Tapada de Coelheiros em 1991. A Herdade dos Coelheiros, localizada no conselho de Arraiolos, conhecido pelas suas bordadeiras que fazem um dos mais belos artesanatos típicos de Portugal, os famosos Tapetes de Arraiolos, decidiu homenagear a identidade cultural desta terra nos rótulos dos seus vinhos. Desde então, o portfólio de vinhos e de outros produtos foi crescendo gradualmente, em resultado não só de uma gestão cuidada dos recursos naturais da propriedade, mas também fruto de grande dedicação e desenvolvimento das diferentes atividades de produção oferecidas pelos 800 ha de terra que permitem a produção de produtos de excelência.


Sobre o Vinha da Tapada Coelheiros Tinto 2010, podemos ainda acrescentar que é um vinho feito a partir de uvas Aragonez, Trincadeira, Cabernet Sauvignon e Syrah com fermentação completa em cubas de inox e envelhecimento de 6 meses em carvalho francês e 4 meses em garrafa antes de ser liberado ao mercado. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou coloração rubi violácea de grande intensidade, algum brilho, boa limpidez e leve halo granada. Lágrimas finas, rápidas, espaçadas e sem cor também se faziam notar.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos vermelhos em compota, flores, toques terrosos e algo de especiarias.

Na boca o vinho apresentou corpo médio, boa acidez e taninos redondos. O retrogosto confirmou o olfato e o final era de longa duração.

Um belo vinho português, saboroso e que está sempre a chamar o próximo gole. Eu recomendo a prova.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário