sexta-feira, 20 de maio de 2016

Lupi Reali Montepulciano D'Abruzzo 2012

A região italiana de Abruzzo é a região mais verde da Europa, com 36% de toda a sua superfície coberta por três parques nacionais, um parque regional e mais de trinta reservas naturais. Com um território que representa mais de dois terços acima de 750 m, a Valle Reale, produtora do vinho de hoje, está situada entre as províncias de Pescara e L'Aquila, no ponto em que os três parques se encontram: o Parco Nazionale del Gran Sasso ei Monti della Laga para o norte, o della Parco Nazionale Majella ao sul, e o Parco Regionale Naturale del Sirente-Velino para o noroeste. O ano de 1998 foi especial para a Família Pizzolo, ano este em que eles deram início a uma grande empreitada, restaurando uma vinha velha de Montepulciano d'Abruzzo encontrada em sua propriedade, que tinha sido adquirida alguns anos antes. Isso se deu num vale rodeado por montanhas, não muito longe da cidade de Popoli. Isto eventualmente deu origem ao projeto agrícola e agronômico da Valle Reale, que continua hoje graças a um grupo motivado de pessoas com os mesmos objetivos. Leonardo Pizzolo, acompanha com cuidado o cultivo de pequenos produtores vizinhos à sua propriedade. Uvas orgânicas são selecionadas para produzir vinhos leves e frescos, mas muito saborosos.


Já sobre o Lupi Reali Montepulciano D'Abruzzo 2012 propriamente dito, podemos ainde acrescentar que é um vinho feito 100% com uvas Montepulciano e aparentemente não tem passagem por madeira. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou coloração rubi violácea de média intensidade, bom brilho e limpidez. Lágrimas finas, rápidas e incolores também se despendiam nas paredes da taça.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutas vermelhas frescas e ervas secas.

Na boca o vinho tinha corpo de leve para médio, excelente acidez e taninos discretos. O retrogosto confirma o aroma e adiciona um toque mineral ao vinho. O final era de média para longa duração, ou mais modernamente falando, médio+ .

Um bom vinho italiano para o dia a dia que, apesar do preço não favorecer, eu recomendo a prova. É bem fácil de beber e quando você percebe, secou a garrafa.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário