terça-feira, 31 de março de 2009

Viajar é preciso! - Vol. II

Nosso próximo destino fica bem mais perto do que o úlimo post (Praga – República Tcheca) mas nem por isso é menos carismático e cultural quanto a famosa capital européia. Afinal, o destino de hoje tem uma carinha de cidade européia e está a pouco mais de duas horas de distância de sampa, sendo um grande centro cultural e turístico na América do Sul. Sim, estou falando de Buenos Aires, capital de nossa vizinha portenha Argentina.

É até covardia falar desta cidade pois eu sou um eterno apaixonado por ela, apesar de ter ido visitá-la em apenas duas oportunidades. Mas voltaria pra lá se tivesse a oportunidade sem pensar duas vezes. O que me atrai tanto nesta cidade? Vou tentar enumerar meus motivos.

Primeiramente, vale ressaltar que eu aprecio muito a arquitetura da cidade, apesar de não entender nada do assunto. A atmosfera européia da cidade com construções que datam do século 18 e 19 são muito bem conservadas e convivem em harmonia com construções mais modernas e que atraem até pelo contraste que geram entre si.

Outro ponto a se discutir é que, como eu disse no começo do post, a cidade exala cultura por todos os lados com seus inúmeros museus, teatros, bibliotecas e afins. Nesta categoria podemos incluir os museu de arte moderna, Centro Cultural Recoleta, museu em homenagem a Evita Peron e muitos outros. Caminhando a qualquer hora do dia é possível encontrar ainda algum café ou barzinho para que só de se sentar e apreciar a vista já vale a visita. Soma-se a esses fatores o famoso tango, dança local muito sensual e que atrai multidões onde quer que esteja sendo praticada. Aqui vale a dica da minha leitora preferida,  a Milena, que me fez lembrar de um show de tango simplesmente imperdível com direito a um jantar maravilhoso regado a vinho, uma encenação da vida cotidiana dos argentinos nos curtiços do bairro La Boca nas décadas passadas e depois um deleite de tango, somando mais de 3 horas de puro entretenimento. Estou falando do show Boca Tango, vale  conferir.

Já para os bons de garfo e apreciadores de uma boa carne e um bom vinho, a capital portenha é um deleite. Em qualquer canto da cidade e em diversos restaurantes é possível comer carne de exclente qualidade sempre acompanhada também de um bom vinho. Na minha opnião, os vinhos de uvas Malbec são os melhores argentinos disponíveis. Nesta categoria ainda eu destacaria as churrascarias Siga La Vaca e La Caballeriza, a casa de empanadas (outra iguaria local) El San Juanino. Para a sobremesa, que tal a Sorveteria Fredo e a marca famosa de alfajores Havana com seus cafés e afins? Lembrando que a maiora quase total das delícias portenhas são feitas com doce de leite.

Além de tudo isso citado até aqui, ainda podemos fazer passeios e perder horas de descanço nos diversos parques, praças e bosques existentes em Buenos Aires, que apesar de ser uma grande metrópole, é uma cidade muito arborizada e verde. Tente visitar os bairros de Palermo e Recoleta e você irá entender o que eu estou dizendo. Junto desses parques, existe também um Jardim Zoológico em Palermo que vale a visita pois os animais ficam bem mais acessíveis durante grande parte do dia, diferente do que acontece no zoo de São Paulo. Para os menos supersticiosos existe ainda o passeio ao Cemitério da Recoleta, todo ele construido acima do solo com diversos monumentos e que contém ainda o túmulo da famosa Evita Perón.

Já a vida noturna de Buenos Aires é muito agitada, com seus diversos bares, cafés e boites abertas até altas horas na manhã. Mas vale um aviso, caso queira curtir a noite portenha se prepare, as noitadas só começam mesmo a partir de 2 horas da manhã. Por isso aproveite, saia pra jantar, curta um passeio e durma um pouco. Só depois o agito começa. Procure o Puerto Madeiro e por lá encontre casas noturnas de altíssimo nível ou mesmo cassinos para gastar um pouco de dinheiro (e por que não ganhar um pouco também, certo?).

Diante de tudo que eu tentei expor até aqui fica agora a cargo de vocês, caso não conheçam a capital Argentina, ou mesmo se já conhecem fazer uma visita ao local e depois se utilizarem das caixinhas de comentários do balaio para dividir comigo suas experiências e sensações sobre a viagem. Fico no aguardo.

segunda-feira, 30 de março de 2009

La Quinta Estación

Hoje vou falar um pouco sobre uma banda que eu descobri a pouco tempo mas me chamou atenção e me cativou, e olha que eles cantam em espanhol e até pouco tempo atrás eu nem curtia muito como a lingua espanhola soa. Estou falando da banda La Quinta Estación.

Esta banda é originária da Espanha mas em 2001 se mudaram para o México, isso por que uma de suas músicas virou tema de uma telenovela mexicana e quando estiveram em turne pelo país para divulgar o albúm que continha tal música decidiram ficar por lá em definitivo e todos os seus demais trabalhos foram originados e gravados por lá, salvo um trabalho não oficial ao vivo maravilhoso (que encontrei na internet e foi por onde eu acabei conhecendo e me apaixonando pela banda) que foi gravado em um show em Madrid.

Mas vocês devem estar se perguntando qual seria o tipo da música que esta banda toca, certo?! Bem, a batida básica de suas músicas é um pop rock bem latino, recheado de boas baladas e músicas mais românticas e tal. Além disso existe a mistura com algumas instrumentos diferentes, tais como gaitas e similares que tornam o som uma experiência muito agradável.

A banda já possui 4 albúns de estúdio, gravados entre 2001 e 2009, além de um disco acústico e um trabalho de compilação de seus grandes sucessos, os famosos “Greates Hits”. Este albúm acústico por sinal é um trabalho muito bonito, onde podemos encontrar alguns sucessos da banda em versões diferentes das originais. Estes albúns renderam a banda diversos prêmios, tais ocmo discos de ouro e platina em países como EUA, México e Espanha além de prêmio vinculados a MTV e ao Grammy.

Enfim, creio que para todos que curtem uma boa música, vale a pena conferir o trabalho desta banda. E quem sabe não vençam até um preconceito como eu tinha a respeito da língua espanhola? Deixo o espaço de comentários para que possam dividir comigo as experiências relacionadas a banda, à música cantada em espanhol ou mesmo sobre dicas de bandas um pouco mais desconhecidas do público brasileiro, escrevam!!!

domingo, 29 de março de 2009

Madrugada de velhas emoções

Nesta madrugada tivemos o início da temporada de 2009 de fórmula 1, e para minha surpresa e alegria, afinal eu levantei as 3 horas pra assistir a corrida, com muito mais emoção e disputa do que as temporadas passadas: sinal de que as mudanças impostas pela FIA surtiram efeito.

Como já vinha se desenhando desde os primeiros testes do ano da fórmula 1, a equipe estreante Brawn GP se manteve a frente das demais, mesmo envolta nas polêmicas criadas como por exemplo o peso do carro e o uso dos difusores de ar diferentes das demais escuderias, e fez a dobradinha no GP da Austrália.

Outro fator positivo foi ver que o Rubinho, apesar de não ter feito uma corrida tão boa quanto os treinos que vinha mostrando, conseguiu algo que nunca teve em sua carreira: sorte! Afinal de contas não é sempre que na última volta praticamente os dois carros que estão a sua frente se envolvem em um acidente no mímino idiota. Além do que sua largada foi bem ruim e logo após a primeira curva teve seu carro tocado e a asa da frente danificada.

A corrida em si teve todos os ingredientes que fazem, ou melhor faziam, da categoria um grande atrativo: ultrapassagens ousadas, disputas lado a lado em curvas, trocas de posições entre mais de duas escuderias, enfim, tudo que faltava nos últimos anos. Nem Felipe Massa nem Hamilton, quem dominou mesmo foi Jenson Button mas também tivemos Rubinho, Sebastian Vettel, Trulli, enfim novos nomes, antigas emoções.

Agora peço a quem acompanhou a corrida que deixe suas opniões na caixinha de comentários aqui do balaio.

sexta-feira, 27 de março de 2009

Seleção Brasileira no domingo

Neste final de semana teremos mais uma rodada de eliminatórias para a copa do mundo de 2010 na África do Sul, com a seleção brasileira jogando as 18h (de Brasília) em Quito, contra a seleção do Equador. Mas o que eu queria discutir mesmo é a falta de identidade desta seleção atual com o povo brasileiro e a perda de interesse em jogos da seleção. Abaixo tentarei discutir e mostrar meu ponto de vista sobre os motivos geradores desta perda de interesse pela seleção nacional de futebol.

Nos dias atuais, o povo brasileiro sente a distância que nosso futebol tem de seus maiores ídolos e jogadores, uma vez que a maioria sai daqui muito cedo daqui e vai jogar na Europa. Sendo assim , a maioria dos brasileiros ainda não tem muito acesso para acompanhar estes campeonatos e quando estes jogadores são convocados criam este clima de indiferença. Estes “craques” por sua vez não demonstram muita vontade em honrar as tradições da seleção pois já tem a vida ganha e se importam mesmo é em arrumar maneiras de gastar seus dólares/euros com mulheres, curtição e baladas.

É notório também que os clubes brasileiros atraem maior interesse dos que acompanham o futebol, seja pela rivalidade que estes clubes tem entre si e mais do que isso, é possível acompanhar mais de perto seus jogadores e o dia a dia dos clubes. Além disso, normalmente os clubes brasileiros estão se valendo de”crias” de suas categorias de base, que normalmente sabem quais são as dificuldades do clube, que mostram mais vontade em vestir suas camisas e que cresceram acompanhado os craques “europeus” e se espelham nestes para mostrar suas habilidades em campos brasileiros.

Um fator um tanto quanto novo é que em virtude principalmente deste crise financeira sem precedentes, que também afeta os clubes europeus em sua maioria, alguns grandes jogadores estão retornando ao futebol brasileiro e acirrando ainda mais a rivalidade clubistica e atraindo mais o interesse dos brasileiros pelos seus clubes em detrimento a seleção brasileira. Posso citar dois exemplos recentes: Ronaldo e Fred.

Temos ainda como reforço os recentes fracassos enfrentados pela seleção brasileiras nas duas últimas competições importantes que disputou: Copa do Mundo de 2006 na Alemanha e as Olímpiadas de 2008 em Pequim. Não há como negar que quando existem tais tropeços, a onda de descrédito em cima de um trabalho evolua para uma aversão e falta de interesse sobre assuntos relacionados a seleção.

Para finalizar minha lista pessoal de motivos temos o controverso treinador da seleção, o Dunga, que ainda é considerado por muitos inexperiente e sem tarimba para o cargo assumido. Ainda pesam contra o ex-jogador as birrinhas criadas com determinados jogadores por motivos um tanto quanto fúteis, citando os exemplos da briga com Kaká e com Ronaldinho Gaúcho, por exemplo.

Agora que listei meus pensamentos acerca da seleção brasileira, gostaria que vocês leitores do Balaio pudessem deixar suas opiniões sobre o assunto se valendo da caixinha de comentários do blog e que torcessem, cada um de sua maneira e intensidade, para que o Brasil vença o Equador e que a seleção demonstre um futebol ao menos voluntarioso neste domingo.

quinta-feira, 26 de março de 2009

Ronaldo, o eterno retorno

É um acontecimento considerável para o futebol brasileiro, talvez mesmo para todo um povo: Ronaldo ressuscitou. De volta ao país no ano passado, machucado e gordo, o "Fenômeno" encontrou um clube, o lendário Corinthians de São Paulo, e, sobretudo, muito rapidamente, balançou as redes. Foram dois gols em três partidas (o texto foi concluído antes da partida de ontem (25) do Corinthians contra a Ponte Preta), resultando em um empate e uma vitória no campeonato local.

O ex-centroavante prodígio mudou de visual. A cabeça raspada desapareceu sob os cabelos pretos e cacheados. A sombra de um bigode e um início de barbicha ornam o rosto um pouco inchado. O maior atacante de sua geração, com a idade (32 anos), também mudou o seu jogo. Foram-se os dribles incríveis, as longas corridas solitárias, as acelerações, tudo sobre músculos e magia, que lhe renderam duas Bolas de Ouro (1997, 2002) e três títulos de melhor jogador do ano (1996, 1997, 2002). Hoje ele joga de forma mais coletiva, menos espetacular, mas continua a buscar gols, por instinto. Esse dom inato fez dele o mais eficiente artilheiro da Copa do Mundo. Quinze gols. Um recorde que será difícil de bater.

Ronaldo iniciou sua ressurreição, com coragem e obstinação, alguns meses antes de seu retorno oficial para os gramados. Na sala de musculação, sob o olhar de seu fisioterapeuta, e nas caixas de areia do Parque São Jorge, o campo de treinamento de seu clube. Esses exercícios intensos têm por objetivo queimar suas calorias. Aquele que acabaram chamando, sem ternura excessiva, de "o Gordo", de tanto que sua silhueta inflou, deve obrigatoriamente ainda perder três quilos para voltar a ter agilidade. Tudo isso enquanto administrava suas articulações, notoriamente frágeis. Pois, ao longo da sua carreira, Ronaldo muitas vezes deixou os estádios em uma maca. Pode-se dizer que seus joelhos são seu calcanhar de Aquiles.

O direito sofreu lesões duas vezes (1999, 2000) e o esquerdo, uma, em fevereiro de 2008. Após cada rompimento de seus tendões da rótula, o jogador passou pelas mãos do professor Saillant, no hospital Pitié-Salpêtrière, em Paris. Sua última contusão foi jogando no AC Milan, onde ele estava em fim de contrato. Desde então, ele não jogou em partidas oficiais.

De volta ao Rio de Janeiro, sua cidade-natal, Ronaldo vira notícia, dois meses mais tarde. Ele foi surpreendido em um motel na companhia de três prostitutas travestis, sendo que um, figura conhecida pela polícia, sob seu falso nome (Andreia Albertine), pegou seus documentos e tentou lhe extorquir US$ 30 mil. O jogador disse que estava sofrendo "alguns problemas psicológicos" e logo foi perdoado.

Hoje, Ronaldo incendeia o Brasil, a começar pelas arquibancadas do velho estádio municipal, em estilo art déco, do Pacaembu, baluarte dos Corinthians, o clube dos 25 milhões de torcedores - perdendo somente para o Flamengo, no Rio. Ele usa a camisa branca de listras pretas, cores de times tradicionais, que antes dele, vestiu toda uma linhagem de campeões: Garrincha, Gilmar, Rivelino, Sócrates e Rivaldo. Ele assinou um contrato de um ano, com possibilidade de renovação

Em dias de venda de ingresso, uma fila humana interminável se estende diante dos guichês do estádio. Seis mil pessoas assistiram à sua primeira sessão de treinamento. Entre os espectadores que comemoraram os gols de Ronaldo com o longo grito ritual de "Goooool", a imensa maioria nunca o havia visto marcar, a não ser pela televisão.

Por uma razão simples: profissional aos 15 anos, o jovem Ronaldo Luis Nazário de Lima tinha somente 17 quando partiu em 1994 para o PSV Eindhoven, após uma temporada brilhante no Cruzeiro Esporte Clube - 58 gols em 60 partidas, e depois de ter jogado somente quatro vezes em São Paulo.

Um Ronaldo envelhecendo suscita, então, junto dos torcedores locais, uma curiosidade que reforça o entusiasmo de vê-lo marcar gols. Como cada estrela que nasce logo se apressa em ir à Europa, por salários mais suntuosos, o Brasil, em busca de ídolos, está mais do que feliz de admirar uma delas em casa, ainda que em declínio.

Renascimento sustentável ou canto do cisne? Ronaldo quer acreditar em seu futuro. Ele sonha em vestir novamente a camisa nacional verde e amarela, e participar, em 2010, na África do Sul, de sua quinta Copa do Mundo, depois de já ter ganho duas, sendo a primeira no banco de reservas, em 1994.

Uma perspectiva que o técnico Dunga não descarta, acrescentando, com prudência: "Isso dependerá dele". De sua forma física, mas também de sua conduta fora dos estádios. Festeiro assumido, Ronaldo frequenta um pouco demais os clubes noturnos para o gosto de seu treinador.

Enquanto espera, Ronaldo, apesar de seu gordo salário, é um excelente negócio para seu clube e seus patrocinadores. As partidas têm ingressos esgotados e as vendas de produtos derivados crescem. A Nike oferece na Internet 22 modelos da célebre camisa número 9, que podem ser pagos em sete parcelas mensais sem juros. A volta à forma do jogador também é boa para o moral dos brasileiros. Velho fã do Corinthians, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, há alguns dias, a uma multidão de operários: "Contra a crise, Ronaldão!"

Notícia original do jornal Le Monde, Francês (Jean-Pierre Langellier) com créditos de tradução para Lana Lim do site UOL.

Nota do balaio: Não existe muita coisa a se acrescentar a não ser que, inegavelmente o interesse pelo futebol de um craque independe de sua idade, condição física e amor clubístico.

quarta-feira, 25 de março de 2009

Viajar é preciso!

Hoje resolvi falar um pouco sobre um de meus maiores, se não o maior, hobby que possuo: viajar. Eu tenho comigo um pacto que me faz ir em busca de conhecer outras culturas, outros lugares, cidades, estados, países. Este hobby faz eu me sentir muito bem, feliz, e agraciado por Deus.

A dica de hoje é sobre a cidade de Praga, capital e maior cidade da República Tcheca. É de longe a segunda cidade mais linda que eu já tive oportunidade de visitar em minhas férias entre dezembro de 2007 e janeiro de 2008, e só perde para Paris, na França. Um destino maravilhoso para quem busca diversão, tranquilidade e muita cultura.

Praga é impressionante durante o dia ou mesmo quando o sol se põe. Sua exuberante arquitetura se mostra imponente e preservada, mesmo após as guerras que assolaram a Europa, e é sem dúvida o marco e principal cartão postal da cidade. É um dos mais belos e antigos centros urbanos da Europa, sendo famosa por este incrível patrimônio arquitetônico e claro, sua rica vida cultural. Suas ruas e vielas estreitas com construções altas podem até intimidar em um determinado momento, criando uma sensação de que é muito fácil se perder, e realmente o é, porém se dê ao direito de se perder e você não irá se arrepender. Além disso, suas inúmeras praças e monumentos te levam a outras épocas da histórias, tornando este tempo em que se perdeu inesquecível.

Na história, Praga aparece ligada ao nome de grandes escritores e compositores, até por isso acabou por se tornar uma cidade fortemente ligada a produção literária de muita qualidade e a grandes concertos de música clássica. É muito fácil encontrar grandes salões ou igrejas que estejam divulgando um número muito grande de concertos de música clássica quando andando pela cidade, basta escolher seu compositor favorito e local que mais lhe agrada e apreciar excelente música.

Quanto a sua vida noturna, para aqueles que a apreciam, além dos inúmeros restaurantes de comida típica que se espalham por toda cidade (a comida é divina, muito bem servida e em porções generosas: tente comer o pato assado ou o goulash, você não irá se arrepender) existem grandes boates que juntam os jovens da cidade e os visitantes. É em Praga inclusive que se encontra a maior boate do leste europeu, com 5 pisos em ambientes de diferentes decorações e música que fica aberta até o dia amanhecer.

Enfim, enumerar os motivos para visitar a cidade é muito fácil e portanto deixo a cargo de quem já teve esta experiência de dividi-la comigo usando a caixinha de comentários do balaio. Ah, e a dica final é: aproveite e tente fazer a viagem para Praga vindo de algum outro país da Europa de trem, a vista durante a viagem é magnífica.

terça-feira, 24 de março de 2009

Temporada 2009 de Fórmula 1

Neste final de semana teremos o inicio da temporada 2009 com diversas mudanças na categoria no tocante aos avanços tecnológicos, porém sem nenhuma novidade no que se diz respeito ao troca troca de pilotos e equipes ou de novos nomes surgindo na categoria.

As principais mudanças são estruturais no carro, com aumento nas asas dianteiras do carro e diminuição significativa nas asas traseiras. Além disso será introduzida a utilização do KERS, sistema o qual transmite a energia cinética gerada nas freadas para o motor, gerando assim mais potência para o mesmo. E por ai vai.

Mas a grande sensação para nós brasileiros, pelo menos a expectativa foi gerada durante as sessões de treinos realizadas entre os meses de fevereiro e março, é a chegada da nova equipe Brawn GP. Tá, você vai então me perguntar o que isso tem a ver com nós brasileiros. Pois eu lhes digo que, além da equipe ter surpreendido a todos e se mantido sempre entre as primeiras nos treinos, seu principal piloto é um velho conhecido nosso: Rubens Barrichelo. Além é claro da presença de outros dois brasileiros na categoria: Felipe Massa e o Nelsinho Piquet. 

Confesso que nunca fui grande fã de fórmula 1 e somente o nosso saudoso Ayrton Senna me fazia acordar cedo aos domingos para acompanhar as provas, até sua fatídica morte durante o GP de Ímola em 1994, nem tão pouco fã de Rubinho que, a meu ver, nunca foi muito carismático. Acontece que, como também não suporto muito a soberba de Felipe Massa ou Nelsinho Piquet, estou curioso pra ver se o que fora apresentado pela Brawn GP nos preparativos para a temporada poderá se traduzir em vitórias e um tão sonhado título de um piloto brasileiro nesta atual temporada. Quem sabe eu não volte a ter vontade de acordar cedo nos domingos pra assistir as corridas?

E você, leitor do balaio, o que espera desta temporada de formula 1 e para quem vai sua torcida? Deixem suas opiniões na caixinha de comentários do balaio.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Fringe - Ficção Científica de Primeira

Esta é para os saudosistas de plantão e que, assim como eu, gostam de programas de qualidade na tv. Além disso, você gosta de teorias de conspiração, atentados terroristas, alienigenas, FBI e assuntos correlatos? Então você não deverá perder a nova série televisiva do canal Warner: Fringe!

Sim meu amigo, saudosista pois o seriado lembra em muitos aspectos outro antigo seriado que tratava de temas semelhantes: X-Files. Além disso, é notória a influência de outros seriados mais recentes como Lost e seus infindáveis mistérios ou ainda 24 Horas e seus agentes federais e grades corporações envolvidas em grandes conspirações.

Vale-se dizer que este seriado é do aclamado diretor JJ Abrams, conhecido por séries Lost, Alias, Felicity e de filmes como Cloverfield (produtor) e como diretor de Missão Impossível III e do novo, e inédito, Jornada nas Estrelas.

Mas afinal, do que se trata este seriado? Basicamente envolve os personagens, agentes do FBI ou da defesa nacional dos Estados Unidos, com a chamada ciência alternativa (Fringe Science) que estuda eventos e possibilidades além de nossa compreensão (ou melhor, nas barreiras do além?). Eventos como leitura de mentes, teletransporte, mutações, projeções astrais, reanimação e outros assuntos correlatos serão abordados no seriado. Existe é claro uma corporação misteriosa e seus personagens estranhos (ou uma mulher com um braço robótico e transparente pode ser considerado normal?), personagens secundários, muita técnologia, romances...enfim, todos ingredientes para um seriado de sucesso.

E isso tudo listado foi apenas o início da trama. Caso queiram acompanhar, o seriado começou no dia 17 de março e seu próximo capítulo será na próxima terça-feira (24/03/09) no canal Warner Bros e pode ser visto em quase todas as operadoras de tv por assinatura em São Paulo sempre as 22h.

Assistam e compartilhem comigo na caixinha comentários do balaio a sua opnião sobre mais este seriado que promete prender os olhos na tv todas as terças feiras.

Os carregadores de piano!

Algumas coisas no futebol são realmente muito curiosas. O sucesso ou fracasso de um time de futebol está sempre calcado na imagem de um ídolo ou de um craque do time, este responsável pelas inúmeras vitórias do time em detrimento aos outros 10 jogadores, que quase nunca recebem o mesmo espaço de mídia, isto quando recebem algum espaço de divulgação.

Estou falando disso pois estive observando o jogo deste final de semana entre Corínthians e Santos e muito se falou em duelos particulares como Ronaldo x Neymar, do suposto maestro Douglas no Corínthians ou mesmo da promessa que Dentinho representa para o futebol. Willian é o capitão, Chicão e Elias os destaques da temporada mas todos esquecem que sem o futebol de outros dois jogadores, o time do Corínthians não apresenta esta consistência: Alessandro e Christian!

O camisa 5 do timão sempre foi visto com desconfiança, vindo de times como Flamengo e Santos, mas apesar de algumas contusões que insistem em persegui-lo, eu o vejo como o melhor lateral direito do clube desde que Rogério deixou esta posição. Ele está sempre bem posicionado e tem um pulmão de aço, sempre ajudando e muito na marcação e com excelentes chegadas ao ataque onde cria tabelas com os meias e jogadas de linha de fundo ainda é sem sombra de dúvida uma válvula de escape quando o meia Douglas se esconde em campo.

O que falar então do camisa 6 Christian, incansável na marcação e que está em todos os lados do campo não dando folga ao time adversário além de cobrir os avanços dos laterais com extrema precisão, assim como em um lance de linha de fundo que deu um carrinho preciso na bola, desarmou o jogador adversário e ainda por cima evitou a saída da bola e saiu jogando com a mesma. Sem demagogia alguma, me fez lembrar de jogadores do quilate de Maldini ou Baresi, excelentes na função de marcação e que marcaram época no futebol italiano.

Na minha humilde opinião, estes jogadores quando em campo e em plenas condições, são responsáveis por elevar técnica e taticamente o nível de jogo do Corínthians e fazem a diferença quando jogadores como Ronaldo, Dentinho e outros não conseguem produzir o esperado. São estes os operários responsáveis por carregar o piano de um lado a outro do campo, por criarem o alicerce de um time vencedor.

E vocês, deixem as opiniões na caixinha de comentários do balaio.

quinta-feira, 19 de março de 2009

St. Patricks Day

Nos dias de hoje com a tão alardeada globalização até mesmo feriados não oficiais no Brasil passam a ser comemorados, mesmo que sem recesso público, de maneira mais efusiva. O exemplo clássico é o dia de “Halloween”, ou dias das bruxas em português e mais recentemente o “ Saint Patrick’s Day”, ou dia de São Patrício, este último celebrado na última terça feira (17/03) ao redor do mundo e no Brasil.

O Dia de São Patrício é comemorado ao redor do mundo principalmente pelos descendentes de irlandeses, normalmente celebrando-se tudo que se diz respeito a cultura irlandesa e principalmente ligado a cor verde. Mas, de onde vem esta comemoração?

O dia de São Patrício (Saint Patrick's Day) é um feriado que celebra, como o próprio nome já diz, o santo que é um dos patronos da Irlanda e geralmente é comemorado no dia 17 de março. É considerado feriado nacional na Irlanda e também feriado público em lugares como Montserrat. Já em países como Canadá, Austrália e EUA, por exemplo, é fortemente difundido e celebrado com paradas e comemorações mesmo não sendo feriado oficial.

O feriado de St. Patrick's foi inserido no calendário liturgico universal pela igreja católica devido a influência de um aluno bolsista nascido franciscano chamado Luke Wadding no começo do século 17, embora a igreja local na Irlanda já o comemorasse a muito tempo atrás, se tornando inclusive um feriado sagrado para os católicos irlandes com suas devidas obrigações eclesiáticas.

Atualmente tanto os cristãos como os não-cristãos comemoram o feriado secular, cada qual com sua versão, vestindo-se de verde, comendo comida irlandesa e/ou comidas verdes e especialmente se fartando de bebidas irlandesas entre as quais se destacam a cerveja Guiness e o whisky irlandês e participando de desfiles e paradas.

No Brasil o feriado ainda é comemorado de forma tímida, mas em grandes centros como São Paulo (que tem uma grande diversidade de bares e restaurantes, inclusive da cultura irlandesa), é crescente o número de grupos de pessoas que se juntam em bares para comemorar o feriado, beberem muita cerveja guiness e enfim, celebrar. Este ano esppecialmente foram criados circuitos em conjunto com tais bares, para que os “devotos” do feriado pudessem curtir mais de um bar para comemorar a data.

E você, o que acha desta moda de comemorar feriados “internacionais” no Brasil? Como você comemorou o seu St. Patrick’s Day? Compartilhe conosco suas opiniões e experiências desta data nos comentários do blog.

segunda-feira, 16 de março de 2009

Avenida Dropsie

Hoje, tenho uma dica muito legal para quem gosta de teatro e também de quadrinhos. Está em cartaz no Teatro Popular do Sesi, para uma curta tempoarada até o dia 5 de abril, o espetáculo “Avenida Dropsie” que é baseado nas graphic novels (estórias em quadrinhos em formatos de albuns e com temática mais adulta) de Will Eisner, cosiderado por muitos como o "papa"deste tipo de edições.

Esta montagem teatral, feita pela Sutil Cia de Teatro, funciona como uma espécie de colcha de retalhos de lembranças de histórias vividas em um prédio de 3 andares situados na avenida título do espetáculo, sendo estas lembranças baseadas na vida do próprio autor em Nova Iorque, acompanhando inclusive a época da grande depressão na década de trinta. 

A montagem promete se valer da simultaneidade dos diálogos dos moradores, com o acréscimo de boas doses de lirismo. Algumas partes da encenação levam nomes que reforçam esta perspectiva: Janelas, Paredes, Despedidas, Fiéis, Subways, Pequenos Milagres e Anotações sobre Pessoas da Cidade.

Avenida Dropsie retrata como as pessoas vivem em grandes metrópoles, seus medos, aflições, modo de vida, como vivem com medo de olhar nos olhos de outras pessoas que são de sua vizinhança, que não possuem compaixão pela história alheia mas também fala de seus sonhos, ambições, de suas amizades e relacionamentos amorosos.

Além disso tudo, vale destacar também a cenografia e figurinos, todos muito fiéis a época retratada na peça e, além disso, é de se entorpecer ver como foi possível se trazer para dentro do teatro no meio da avenida paulista um prédio de 3 andares fielmente reproduzido junto de seus moradores. Além disso, é ainda retratada chuva com fidelidade incrível (é uma quantidade absurda de água que cai por mais de 15 min no palco, que depois é recolhida, tratada e é utilizada no espetáculo seguinte).

Enfim, para os apreciadores de arte ou para aqueles que procuram diversão barata na cidade de São Paulo (o ingresso custa apenas R$ 10,00 às quintas, sextas, sábados e dmoningos sendo gratuita às quartas) fica a dica de um espetáculo diferente porém, em minha modesta opnião, imperdível. Aos que já puderam apreciar tal espetáculo fica o convite a dividir comigo sua opinião nos comentários do balaio.

domingo, 15 de março de 2009

Restaurant Week Brasil

Hoje vamos falar de um evento para as pessoas boas de garfo. Sim, estou falando do “Restaurant Week Brasil” em sua segunda edição na cidade de São Paulo.

O Restaurant Week surgiu há 16 anos em Nova York, para ser parceiro do Fashion Week e aumentar o volume de vendas na “Slow Season” época de férias em Julho. Tudo começou muito simples e com cerca de 90 restaurantes participantes em toda a cidade, NYC tem mais de 10.000 restaurantes. O evento teve a duração de uma semana somente, em julho, foi sucesso total. No ano seguinte, se desassociou do grande evento da moda e iniciou uma impressionante trajetória. Já aconteceu em mais de 100 das principais capitais e grandes cidades do mundo, como Washington, Boston (ambas com entrada, prato principal e sobremesa a 24,07 dólares), Londres e Amsterdã (entrada, prato principal e sobremesa a 24,07 euros). O preço nem sempre é o mesmo.

O projeto do Restaurant Week Brasil iniciou pela cidade de São Paulo no segundo semestre de 2007, com a participação de 45 restaurantes, arrecadando R$ 6.000,00 para a Fundação Ação Criança que alimenta diariamente mais de 5000 crianças de 0 a 7 anos somente na cidade de São Paulo. A segunda edição de São Paulo, reúne um comitê organizador formado por especialistas na área gastronômica, que conseguiu integrar 49 dos melhores restaurantes da cidade, e  repercussão importante na mídia, alem de arrecadar R$ 21.900,00 em doações. Já tem data programada para o mês de julho na a cidade de Recife, e pretende ainda realizar o evento em outras cidades importantes do circuito gastronômico brasileiro. A terceira edição de São Paulo será realizada em agosto.

Mas você deve estar se perguntando, como funciona exatamente este evento em São Paulo?

Vamos tentar resumir como funcionou esta segunda edição do evento: os restaurantes partcipantes (mais de 100) criaram menus únicos a serem utilizados durante as duas semanas do evento que compreendem uma entrada, um prato principal e uma sobremesa ao preço fixo de R$ 25,00 no almoço e R$ 39,00 no jantar. Além disso, você é convidado e efetuar a doação de R$ 1,00 para a Fundação Ação Criança e os demais itens de sua refeição (bebidas, serviços, etc.) ficam fora desta conta.  Maiores informações procure no site:  http://www.restaurantweek.com.br/.

Ontem pude desfrutar dos serviços do restaurante “Amaranto” que fica no hotel Caesar Bussiness na Avenida Paulista (descobri um pouco tarde o evento e só pude aproveitar um restaurante) e posso dizer que vale a pena, você conhece restaurantes top da cidade de São Paulo, come bem e ainda desfruta da companhia de pessoas queridas. Na próxima edição com certeza irei procurar outros restaurantes.

Agora convido você, leitor deste blog, que teve experiências neste evento a dividi-las  conosco nos comentários do blog.

sábado, 14 de março de 2009

Copa 2014 no Brasil

Retirado do Blog do Juca Kfouri:

Renato Maurício Prado já tinha dado a informação abaixo na CBN EC de ontem, e deu também em sua coluna no "Globo" de hoje:

"Não foi à toa que a Fifa adiou em dois meses a definição das 12 cidades que deverão ser sedes da Copa do Mundo de 2014, no Brasil — o anúncio aconteceria no próximo dia 20 e agora será em maio.

Relatório técnico da Fifa diz que o Brasil não tem 12 cidades em condições mínimas de abrigar jogos do Mundial. Na maioria delas, faltam condições básicas, como rede hoteleira, de hospitais e de transportes em padrões compatíveis com os exigidos pela entidade máxima do futebol.

A famosa sede do Pantanal, por exemplo, está seriamente ameaçada: nem Cuiabá, nem Campo Grande foram consideradas aptas pelos inspetores da Fifa — que se mostram especialmente incomodados com as mais variadas pressões de políticos para eleger esta ou aquela cidade.

É a primeira vez na história das Copas que a definição das sedes e sub-sedes foi adiada.

E já há quem creia que, diante das dificuldades, o Brasil terá que se contentar com as tradicionais 10 cidades para hospedar as partidas de 2014."

Nota do Balaio: E quem ainda acredita que o Brasil é este país da maravilhas, pintado aos sete ventos? Afinal um pouco de lucidez no mundo do futebol, ao menos. A única pergunta que ainda  fica é: Como a África do Sul tem condições de fazer uma copa do mundo? Sugestões são bem vindas nos comenntários.

sexta-feira, 13 de março de 2009

Remakes e Continuações?!

A frase usada pelo finado Comandante Rolim, ex-dono da atual maior companhia aérea do Brasil (no caso a TAM) que dizia “ Quem não tem inteligência para criar, tem que ter coragem para copiar” não poderia ser mais atual para a indústria cinematográfica hollywoodiana se olharmos para este mercado nos últimos anos.

A onda de refilmagens de antigos sucessos ou de filmes que fizeram sucesso em mercados não americanos (o mercado asiático, por exemplo) e a multiplicação das continuações de antigos sucessos nunca esteve tanto em moda como atualmente, onde já tivemos regravações como Vanila Sky, O Chamado, Sexta Feira 13 e continuações de obras consagradas (pela critica e/ou público) como Rambo, Rocky, o Exterminado do Futuro entre tantos outros. 

Entendo que nunca é demais se basear ou tomar da fonte de inspiração de grandes sucessos da telona, uma vez que já se conhecendo a história e personagens fica mais fácil de se vender o produto final, no caso o filme, mas teria então hollywood perdido suas mentes brilhantes e criações inovadoras? O que estaria então acontecendo nesta indústria para que esta situação acontecesse?

Me parece que  as películas atuais perderam muito a capacidade de marcar uma época ou pessoa e muito provavelmente porque muitas fórmulas já estão saturadas faz tempo e as que não estão ainda neste ponto ou que fizeram sucesso em algum momento, seja qual for o motivo para tal, a indústria hollywoodiana faz questão de reciclar. O resultado é o citado acima: um número grande de continuações e remakes, bons ou ruins, porém feitos apenas para divertir no momento e esquecer em seguida. Hollywood perdeu a capacidade de fazer verdadeiros clássicos seja por não conseguirem um roteiro original ou pela falta de competência para tocar de alguma maneira o público, ou as duas coisas.

Outro ponto que vale se destacar é que estes remakes/continuações dos dias atuais tem, na maioria dos casos, apenas objetivos e interesses economicos e que se esquece de que na época em que foram feitos poderiam por exemplo fazer parte de um contexto histórico ou ser uma forma de retratar a realidade de uma época.

E você, me ajudaria a elencar outras causas e situações para que Hollywood tenha se rendido a esta onda de refilmagens e continuações? Deixe seu comentário.

quarta-feira, 11 de março de 2009

A Copa dos Campeões da UEFA e a hegemonia inglesa.

Hoje tivemos o fim da rodada de oitavas de final da Copa dos Campeões da UEFA e também a confirmação de uma tendência que vinha se desenhando desde o ano passado: a supremacia dos times ingleses no futebol mundial da atualidade. Avançam para a fase de quartas de final os times do Liverpool, Chelsea, Manchester United e Arsenal, ou seja, 50% dos times da próxima fase são ingleses e a chance de repertimos uma final inglesa como na temporada passada passa a aumentar de probabilidade.

O acontecido nesta rodada da Copa dos Campeões vem de encontro ao que foi dito pelo presidente da FIFA, Joseph Blatter, em entrevista à rede BBC: "Estou preocupado porque o Campeonato Inglês é o melhor campeonato do mundo, num nível em que nenhum outro consegue rivalizar”;e ainda: “Alguma coisa vai mal em Inglaterra. Não há competição dentro do torneio, porque são sempre as mesmas equipas os campeões. O restante dos clubes luta apenas para não ser rebaixado, não joga para ganhar troféus." Mas como explicar tamanho sucesso?
Primeiramente, temos que ter em mente que estamos falando de campeonatos europeus, países desenvolvidos economica e socialmente falando, com grande poder aquisitivo e de nível cultural a anos luz de distância do nosso, país dito emergente.

Posto isso, vale também ressaltar que os clubes ingleses tiveram a ousadia e coragem de peitar a estrutura viciada e corrupta que reinava em seus campeonatos e federações até o ano de 1992, quando houve o rompimento deles com estas federações.
No mesmo período também, um grande trabalho das autoridades inglesas fez com que a violência nos estádios de futebol fosse banida em conjunto com os famosos “hooligans”. As políticas públicas foram de punições severas a leis específicas para tais casos, fazendo com que seja possível ir ao estádio com sua família e se divertir.

Depois, a presença de ricos investidores vindo de países do leste europeu e do oriente médio fez com que fossem montados verdadeiros esquadrões de jogadores, a grande maioria representante de suas seleções nacionais. Podemos citar vários exemplos de jogadores africanos, sul americanos e mesmo europeus que se juntaram aos clubes ingleses com propostas irrecusáveis de fazer seus pés-de-meia.

Ainda, existe uma coisa rara no futebol nos dias de hoje, que é a continuidade dos trabalhos dos técnicos por diversas temporadas (com raras exceções é verdade, como o caso do brasileiro Felipão e a equipe do Chelsea). Estes costumam ficar por anos nos clubes e conseguem criar verdadeiras famílias por onde trabalham e conseguem fazer os jogadores assimilarem suas filosofias de trabalho.

Diante de tais fatos, o que deve ser feito pelos outros países, europeus ou não, para que o futebol em seus países possam rivalizar o mínimo que seja com os clubes ingleses? Poderia se começar imitando grande parte das iniciativas tomadas pelo futebol inglês com relação ao relacionamento dos clubes com as federações locais e o combate a violência nos estádios, sendo este, a meu ver, o pontapé inicial para qualquer país fazer um futebol sério e rentável para os clubes, federações, público em geral e todos envolvidos.

E você, o que acha?

terça-feira, 10 de março de 2009

CQC - Nova Temporada

Nesta segunda feira tivemos a volta para a nova temporada do programa de humor mais inteligente, pelo menos em minha opinião, da televisão brasileira. É claro que estou falando do CQC, e é exatamente sobre isso que eu pretendo falar hoje.

O programa voltou repaginado, com novas vinhetas de abertura e de seus quadros, com cenário diferente, com novos quadros e com muito mais humor ácido e em tom de crítica principalmente a nossa classe política, sem perder o punch da temporada inicial.

Sobre os novos quadros, os que mais me chamaram atenção foi o “Fala na Cara” e o “Controle de Qualidade”. O primeiro da a oportunidade a cidadãos como eu e você de falarmos tudo que sempre tivemos vontade a autoridades convidadas, que são trazidas ao encontro com a população dentro de uma van e muitas vezes ouvem alguns desaforos, sendo que o primeiro convidado foi o ex-prefeito de sampa e atual deputado Paulo Maluf; já o segundo quadro tem o intuito de testar o nível de conhecimento sobre atualidades de nossas autoridades, e não se surpreenda com os absurdos que irá ouvir, é simplesmente inacreditável como pessoas sem preparo e nível intelectual nenhum governam e legislam sobre o nosso país, cidades, estados, etc. Já o ponto fraco ficou a cargo do quadro “Palavras Cruzadas” onde duas personalidades respondem as mesmas perguntas ao mesmo tempo e as respostas são jogadas ao telespectador. Sinceramente, não sei se fui eu quem não entendeu o intuito do quadro mas não acrescentou muito ao programa.

Falando um pouco sobre os quadros e atrações interessantes que continuaram da primeira temporada, tivemos o “Top Five” onde são apresentados alguns videos achados da tv ou internet com situações inusitadas ou gafes incríveis cometidas (a cena da ex-BBB Íris no carnaval dando entrevistas e sendo assediada por alguém é impagável) e o quadro “Proteste Já” onde o apresentador Rafinha Bastos se calça de uma dose cavalar de humor negro e enfrenta autoridades com assuntos de grandes necessidades da população de todo Brasil, sendo que nesta segunda-feira o assunto foi um hospital no DF que simplesmente foi inaugurado a quase um ano mas ainda não funciona e as pessoas da região tem que se deslocar por quase 20 km para ficar de 8 a 10 horas em uma fila para conseguir atendimento.

No mais, as divertidas sacadas de sempre com destaque para Ronaldo Fenômeno, sempre ele, desta vez vestindo os óculos escuros símbolo do programa no dia após o clássico em Presidente Prudente e a festa de aniversário da apresentadora Hebe, com as entrevistas relâmpago com celebridades e com perguntas capsiosas e de sentido mais do que duplo, que são o carro chefe do programa.

Enfim, a meu ver, o programa conseguiu mais uma vez injetar uma nova dose de criatividade e inovação à televisão brasileira, mantendo o nível da temporada passada e incluindo quadros que conseguem passar mensagens e lições outras que não somente humor escrachado e despropositado abusando de situações humilhantes aos apresentadores e colaboradores do programa. Que tenham vida longa na tv brasileira e que sobrevivam às novelisses e aos ataques proporcionados pela emissora global e seus BBBs da vida.

segunda-feira, 9 de março de 2009

Domingo Fenomenal!!!

Antes de mais nada gostaria até de pedir desculpas aos leitores do blog pois estarei postando pela quarta vez sobre o mesmo assunto mas, diante das circunstâncias, seria até estranho se eu não o fizesse.

Este foi um domingo de grande êxtase para os torcedores do Corínthians após o gol de empate no clássico contra o arqui-rival Palmeiras. Claro que só lendo esta frase algum leitor desavisado poderia me perguntar o que teria de tão anormal em um gol, ainda mais de empate. Eu explico: esta “anormalidade” responde pelo nome de Ronaldo Fenômeno. Sim, após sua volta aos gramados na última quarta feira, jogando contra o Itumbiara pela Copa do Brasil ele mais uma vez entrou em campo pelo Corínthians só que desta vez para brilhar, para marcar de vez seu retorno aos gramados.

Ronaldo entrou em campo aos 18 minutos do segundo tempo de partida quando seu time perdia de 1 x 0 para o Palmeiras e parecia fadado a mais uma derrota em clássicos contra o Palmeiras. Mas Ronaldo é guerreiro, Ronaldo é gol! Em seus quase 30 minutos de jogo, Ronaldo fez o que até então nenhum de seus companheiros de clube o fizera: driblou, chutou um petardo na trave, cruzou na medida na pequena área para seu companheiro quase empatar o jogo e chegou ao ápice quando, aos 48 do segundo tempo, marcou de cabeça (que não é o seu forte) o gol de empate do Corínthians. Só isso já seria mais do que motivo para orgulho de qualquer corintiano. Mas ele foi além, incorporando o espírito do que é realmente jogar no Corínthians e embuido de muita emoção pelo gol no retorno aos gramados, Ronaldo se dirigiu ao alambrado, saltando as placas de publicidade e indo comemorar junto da torcida o tento assinalado, causando ainda a derrubada do alambrado que separa torcida do campo de jogo. Teria ele se tornado corinthiano após estes atos impenssados?

Mas, este gol não parou por ai. A repercussão está por todo canto, como podemos ver na Itália pelo "Gazzetta dello sport" (“ Ronaldo renasce mais uma vez e marca o primeiro gol pelo Corínthians"); no francês "L'Equipe" ("Ronaldo foi decisivo"); na Espanha através do diário esportivo "As" (" Um gol de Ronaldo provoca queda de alambrado") ou finalmente por Ronaldo ter sido lembrado também no site oficial da FIFA, que o parabenizou pelo seu gol. Até a nike em seu site publicou uma justa homenagem ao Fenômeno, veja em: http://inside.nike.com/blogs/nikefootball-pt_BR/2009/03/08/ele-voltou.

Aos que o criticaram na semana passada e que duvidaram de seu condição atlética, fica ai mais uma vez sua resposta. E ele avisa: este é apenas o primeiro de muitos gols!! Seja bem vindo, RONALDO FENÔMENO!!!!!
Nota do blog: Créditos da foto Ricardo Matsukawa/Futura Press

quinta-feira, 5 de março de 2009

Nós perdemos

Retirado do blog do Corínthians na ESPN.com.br (por Wagner Patti):

" Ele perdeu a chance de passar a bola.

Ele perdeu o instante da consagração, o ‘time’ da jogada...

Ele perdeu tempo.Ele perdeu a cabeça, o juízo, a vibração das arquibancadas, os fogos de artifício.

Ele perdeu o agradecimento do companheiro, o abraço de todo o elenco, o parabéns do treinador.

Ele perdeu a oportunidade de entrar para a história, ao omitir uma assistência para o maior artilheiro em Copas do Mundo - de volta ao futebol brasileiro após 15 anos.

Ele perdeu pontos com a torcida.

Ele perdeu Ronaldo de vista.

Ele perdeu o gol!

Douglas perdeu, e nós perdemos juntos."

Nota do blog: Concordo em gênero, número e grau e mais, temo pelo excesso de ciúmes que esta estréia possa ter causado em alguns jogadores, diferentemente do que até eu esperava, tendo em vista meu último post.

Estréia do Fenômeno

Como não poderia deixar de ser, gostaria de comentar o assunto que tomou conta do meio esportivo ontem: a estréia de Ronaldo Fenômeno com a camisa do Corínthians. Claro que irei comentar sob a ótica de um fã de longa data do jogador e mais ainda, como torcedor doente do clube supracitado.

Entendo que, após uma longa inatividade e com um histórico de contusões graves, apostar que o jogador voltaria jogar no mais alto nível é no mínimo ignorância porém, dentro das condições impostas pela vida eu acredito que Ronaldo fez uma boa estréia pelo Corínthians. Ele conseguiu se movimentar muito bem, acertou todos os passes que fez (11 no total) e mais que isso, ensaiou dribles e arrancadas, nas quais em uma delas fez uma boa jogada que terminaria com gol do meia Douglas se não tivesse sido parada, pois segundo o árbitro o jogador haveria cometido falta o que eu sinceramente não achei. Mais ainda, se não fosse o individualismo de Douglas, poderia ter se consagrado com um gol aos 31 minutos do segundo tempo.

 Ainda, falando da estréia do jogador, a midia gerada em torno dele é incrível pois tivemos cobertura mundial do retorno do jogador por jornais da Espanha, Argentina, Inglaterra entre outros. Além do fenônemo jogador, temos também o fenômeno marketing que este jogador representa para a equipe de Parque São Jorge.

 Vale ressaltar que, apesar de alguns deslizes, o jogador tem mostrado uma força de vontade incrível de jogar, tendo  contagiado muitos de seus colegas  de trabalho com isso. Eu citaria o exemplo de André Santos que, tem subido de produção e ontem marcou um golaço de rara categoria com a perna direita, considerada a sua mais fraca.

Fica aqui então a torcida para que o Fenômeno recupere ainda mais a forma física e possa ajudar o Corínthians ao longo da temporada com sua força de vontade e gols, que é o que o torcedor quer ver. 

Força Ronaldo, força Corínthians, eu torço muito por você.

 Nota do editor: Créditos da foto Guilherme Jr/EFE - Blog do Juca Kfouri

segunda-feira, 2 de março de 2009

Ronaldo Fenômeno?!

Bem, como eu disse no começo este blog não iria viver sempre de assuntos e posts felizes e bem comportados. Hoje, após ler a mais uma parte da saga “Ronaldo Fenômeno” no Corínthians, comecei a me revoltar um pouco com esta situação.

 

Tirado do site Gazeta Esportiva.net com o seguinte título: Mano minimiza polêmica com Ronaldo: "Foi só um erro", a matéria resume um pouco o que o treinador do Corinthians, o distinto senhor Mano Menezes, teria dito sobre a última polêmica criada em torno do reforço fenomenal do time de Parque São Jorge.

 

Mas, na verdade, o que mais tem me deixado indignado é este furor criado em cima deste jogador, o qual me coloco como fã declarado desde as épocas do Barcelona e PSV, mas que tem deixado de lado outros aspectos importantes do time de Parque São Jorge tais como: Onde estaria o  tão falado contrato milionário de patrocínio alardeado ao vento pelo então presidente Andres Sanchez (que acaba de ser reeleito) ?; e a dívida do time pintada em todos os programas de televisão e que serviu de pano de fundo para a primeira eleição de Andres a presidência do Corinthians, a quantas anda?; por que o time não vem rendendo o esperado neste começo de temporada, haveria o treinador Mano Menezes perdido a rédea do elenco com esta super badalação em torno de um único jogador (circo de vaidades?)?; e muitos outros pontos que eu e a maior parte dos torcedores do Corínthians gostaríamos de saber.

 

Neste momento, convido você que está lendo este post/desabafo a fazer um exercício mental junto comigo e levantar outros pontos do time que vem sendo ocultados com a badalação Ronaldo Fenômeno dentro do Corínthians e peço que quaisquer idéias surgidas dentro deste exercício sejam postadas na forma de comentários no blog.

 

Até mais.