domingo, 22 de maio de 2011

Barahonda 2009 Monastrell

Este é um exemplar um tanto quanto curioso da Espanha. De uma denominação de origem pouco falada, Yecla, mas com vinhos no estilo mais moderno, buscando um equilíbrio entre velho e novo mundo, muita fruta e pouca influência de madeira, tem criado um certo burburinho no mundo do vinho espanhol.

O vinho é elaborado com 100% de uva Monastrell (Mourvédre) dos melhores vinhedos do produtor, Bodega Señorio de Barahonda, passando por maceração de 18 dias pré fermentativa. Não há informação sobre estágio em barricas, então não posso confirmar. Vamos as impressões.

Na taça mostrou uma bonita coloração violácea escura bem intensa, quase impenetrável. Lágrimas abundantes, finas e coloridas. A taça ficava até meio manchada devido a "potência" da cor.

No nariz o vinho mostrou muita fruta vermelha madura, um pouco de couro e algo de especiarias, alguma coisa que lembrava pimenta. O frutado entretanto era muito explosivo, perceptível logo que se abriu a garrafa.

Em boca o vinho mostrou certa potência, corpo médio, taninos médios de boa qualidade e boa acidez. Álcool em 14% imperceptível. Confirmou o frutado em boca e tinha um final de média persistência quase doce.

Vinho bem feito, um bom custo benefício para o dia a dia, honesto e que valeu quanto custou. 

Bons goles!

Nenhum comentário:

Postar um comentário