terça-feira, 17 de julho de 2012

Apanhado sobre benefícios a saúde com o consumo de vinho


Sei que vários estudos têm sido realizados ao redor do mundo sobre o efeito positivo de beber vinho tinto com moderação. Inclusive aqui no blog já discuti alguns deles com vocês e agora estou fazendo um apanhado geral de alguns dos principais resultados obtidos. Todo ano, há uma enxurrada de manchetes sobre os benefícios para a saúde com o consumo de vinho. Mas consumir moderadamente vinho pode realmente fazer a diferença? É o que veremos a seguir. Deve-se considerar que, para usufruir dos benefícios, o consumo de vinho deve ser moderado ou seja, uma a duas taças por dia, conforme definido pela American Heart Association.

Com base nisso, são 8 os benefícios comumente associados ao consumo de vinho:

1 - Promove a longevidade

Os consumidores de vinho têm uma taxa de mortalidade de 34% menor do que os bebedores de cerveja ou  outras bebidas alcoólicas. Este resultado foi apresentado em um estudo finlandês promovido entre 2.468 homens ao longo de um período de 29 anos, publicado nos jornais de Gerontologia.

2 - Reduz Risco de ataque cardíaco

Os consumidores moderados de vinho que sofrem de pressão alta são 30% menos propensos a ter um ataque cardíaco do que os abstêmios. Este resultado foi concluído através de um estudo de 16 anos da escola de Saúde Pública de Harvard, feito com cerca de 11,711 homens, publicado no Annals of Internal Medicine.

3 - Diminui o risco de doença cardíaca

Os taninos do vinho tinto contêm procianidinas, que protegem contra doenças cardíacas. Os vinhos da Sardenha e do sudoeste da França têm mais procianidinas do que outros vinhos, de acordo com um estudo realizado na Universidade Queen Mary, em Londres, publicado na revista Nature.

4 - Reduz o risco de diabetes tipo 2

Baseado em uma pesquisa sobre a 369862 indivíduos estudados durante uma média de 12 anos cada, no VU  University Medical Center de Amsterdã, publicado no Diabetes Care, concluiu-se que os consumidores moderados de vinho têm um risco 30% menor do que os abstêmios de desenvolver diabetes do tipo 2.

5 - Reduz o risco de AVC

A possibilidade de sofrer um derrame de relacionado a um coágulo sanguíneo cai em cerca de 50% em pessoas que consomem quantidades moderadas de álcool, segundo um estudo da Universidade Columbia, realizado com 3.176 indivíduos por um período de oito anos, publicado em Stroke.

6 - Diminui o risco do surgimento de cataratas

Os consumidores moderados de vinho tem 32% menos probabilidade de desenvolver catarata do que os abstêmios; aqueles que consomem vinho tem 43% menos probabilidade de desenvolver catarata do que aqueles que consumiam principalmente cerveja. Esta conclusão foi tirada de um estudo com cerca de 1.379 indivíduos realizado na Islândia e publicado na revista Nature.

7 - Diminui o Risco de câncer de cólon

"O consumo moderado de vinho (especialmente tinto) reduz o risco de câncer no cólon em 45%", segundo um estudo da Universidade de Stony Brook, realizado com 2.291 indivíduos em um período de quatro anos, publicado no American Journal of Gastroenterology.

8 - Diminui o declínio da atividade cerebral

Um estudo da Universidade Columbia com 1.416 pessoas, publicada na publicação Neuroepidemiology, revelou que o declínios funcional do cérebro se dá a uma taxa significativamente mais rápida em abstêmios do que nos consumidores moderados.

Fontes: http://www.winesur.com/news/8-health-benefits-of-drinking-wine & http://www.foodandwine.com/articles/8-health-benefits-of-drinking-wine

2 comentários:

  1. Aumento da libido feminina; preservação da saúde bucal...
    Tenho os links se precisar.
    Enoabs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelão!

      Obrigado pela visita e sim, compartilhe tudo que tiver comigo e com os leitores! Assim divulgando a cultura do vinho e seus benefícios, conseguiremos angariar novos "consumidores".

      Abração!

      Excluir