quinta-feira, 3 de julho de 2014

Rui Paula Recife: Restaurante português de requinte em Pernambuco!

E não é que esta Copa do Mundo de 2014 no Brasil me trouxe oportunidades interessantíssimas? Pois bem, como já havia comentado em um post anterior (relembre aqui), estive em Recife para assistir a um jogo da Copa ( Croácia x México) e de quebra, munido de algumas boas indicações, pude conhecer um pouco da gastronomia que tem por lá. E olha que fiquei impressionado com o que encontrei. Hoje falo um pouco sobre o restaurante Rui Paula Recife, que está localizado no RioMar Shopping em Recife. Vamos ver o que encontramos por lá?

Primeiro uma pequena apresentação, depois de alguma pesquisa. O renomado chef luso Rui Paula, proprietário dos restaurantes Dop (no Porto) e Doc (no Douro) trouxe em sua primeira operação fora de sua terra natal, uma ponte entre as cozinhas de ambos os países (no caso o Brasil e Portugal). Sua cozinha é inspirada nas regiões do Alto Douro, Trás-os-Montes e Douro e é também baseada principalmente na tradição, memória e frescor dos produtos usados. O que chama a atenção é todo capricho e atenção aos mínimos detalhes da casa, que tem até louças importadas de Portugal. O Rui Paula Recife envolve uma equipe de cerca de 40 pessoas, 12 das quais recrutadas em Portugal. O ambiente é dividido em dois pisos. O primeiro, onde se situa o bar, é um salão amplo e o segundo, uma sala privada para eventos . O menu é sucinto e variado ao mesmo tempo, e é baseado em três pilares: entradas, mar e terra. A adega de vinhos é um show, uma estrutura a parte e uma carta impressionante, onde todas grandes regiões vinícolas estão representadas, com uma atenção especial a Portugal e ao Douro. O atendimento, um show a parte. Tínhamos o restaurante só pra nós e o melhor, o sommelier é muito gentil e está sempre disposto a ajudar além de ser muitíssimo bem preparado. Luxo puro.


Diante de tudo isso, ficava até difícil escolher, não é mesmo? Como gosto de ousar de vez em sempre, passei o olho por diversas vezes no cardápio até decidir por uma bela coxa de pato confitada, servida sobre uma cama de vegetais cozidos e um belo risoto de funghi. Tudo cozido a perfeição, como a carne do pato macia, tenra e saborosa e o risoto divinamente temperado e na cocção ideal. Já minha esposa mais conservadora e adoradora de peixes optou por um prato de cioba com caldo de lagosta e crosta de amêndoas, servida com purê de ervilhas e espuma de ervilhas. O peixe estava suculento e tenro, no ponto certo e o purê contrastava dando sensação de firmeza ao prato. Que refeição incrível.


É claro que, diante de pratos tão saborosos e incríveis, nada melhor do que um vinho para acompanhar certo? Sinceramente não pensei muito na harmonização do local e tentei fugir a um porto seguro, uma vez que sempre fui admirador dos vinhos portugueses e, em minha modesta opinião, são de incrível versatilidade e custoxbenefício. Pois bem, como a lista de vinhos tinha apreciação especial pelo Douro, é lá que busquei inspiração e optei pelo vinho Passa Tinto 2011, produzido pela Quinta do Passadouro, em Portugal. Situada em pleno vale do rio Pinhão perto da aldeia de Vale de Mendiz, a origem da Quinta do Passadouro remonta ao Séc XVIII, surgindo referenciada no célebre mapa do Douro elaborado pelo Barão de Forrester. Além das uvas de ótima qualidade, a Quinta do Passadouro produz uma pequena quantidade de azeitonas que dão origem a 2.300 garrafas de um azeite extra virgem raro e diferenciado. Este vinho é produzido a partir de 40% Tinta Roriz, 45% Touriga Franca, 10% Touriga Nacional sendo que 30% do lote estagiou 12 meses em barricas de carvalho francês usadas. Impressões? Na taça o vinho mostrou uma coloração violácea de grande intensidade, bom brilho e lágrimas finas, rápidas e levemente coloridas. No nariz o vinho se mostrou muito fragrante com aromas de frutos vermelhos em profusão, misturados a toques florais e algo de tostado. Na boca o vinho se mostrou corpo de médio para encorpado, boa acidez e taninos finos, macios e redondos. O retrogosto confirma o olfato e o final é longo e saboroso. Um grande vinho, um belo custo benefício!


Quer conhecer um restaurante português onde tudo é feito com excelente qualidade, somado a um serviço atencioso, sem ser invasivo? Sugiro uma visita ao Rui Paula Recife. Pra quem quer comer bem, num ambiente agradável e com um preço adequado, a escolha do Rui Paula Recife é perfeita. Vale demais a visita. Assim encerrávamos nossa passagem por Recife já torcendo e pensando em quando seria a nova oportunidade. Eu recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário