quarta-feira, 30 de julho de 2014

Araldica Piemonte Barbera DOC 2007: A hora e a vez do Piemonte na taça

A Itália é um sonho de consumo desde que comecei a me interessar por vinhos, e depois de minha viagem a Toscana em Abril de 2013, outros pedacinhos do céu, ou melhor, outras regiões vitivinícolas de lá só fazem povoar minhas listas de viagens ideais. Mas como ainda não foi possível passear por lá novamente, vamos fazendo nossa litragem nos vinhos de lá. E o vinho da vez, escalado para esta missão, foi o Araldica Piemonte Barbera DOC 2007.


O grupo de empresas Araldica, que abriga a empresa produtora do vinho em questão, é uma força importante na viticultura, produção e distribuição de vinhos com base na região do Piemonte, no noroeste da Itália. Graças à combinação de uma atitude moderna para produção e comercialização de vinhos mas com o compromisso de produzir vinhos que são a cara do Piemonte, o grupo goza de crescente sucesso internacional. Sua história data desde de 1954 quando um grupo de viticultores plantou a semente do que viria a tornar-se uma árvore majestosa. Desde então, muitos percalços foram superados e o grupo só experimentou crescimento.

Já sobre o vinho em questão, o Araldica Piemonte Barbera DOC 2007, as informações disponíveis não são muitas mas vamos à elas: feito com 100% de uvas Barbera da região do Piemonte, sem informações sobre envelhecimento em carvalho ou alguma outra curiosidade. Vamos às impressões.

Na taça o vinho apresentou uma coloração rubi com tendência granada, boa transparência e algum brilho. Lágrimas finas, rápidas e incolores preenchiam a taça.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos vermelhos, especiarias e toques minerais.

Na boca o vinho mostrou corpo médio, boa acidez e taninos finos e suaves. Retrogosto confirma o olfato num final de média duração.

Um bom vinho italiano, honesto e bem gastronômico. Deve ir bem com massas com molho vermelho, bolonhesas e afins. Eu recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário