terça-feira, 8 de março de 2016

Qual é o significado das diferentes formas de garrafas de vinho?

Nós, que gostamos de vinho, já notamos algumas vezes que existem diversos tipos de garrafas que armazenam o sagrado líquido, como por exemplo, as garrafas de Pinot Noir que em geral tem a parte inferior mais bojuda, lembrando uma lâmpada invertida ou mesmo a maioria dos vinhos feitos a partir da uva Riesling, que tem a garrafa com um pescoço mais alongado. Seriam essas diferenças apenas para diferenciar o tipo de vinho que as garrafas carregam?


Como via de regra, esses formatos de garrafa se perpetuaram ao longo do tempo exatamente com o intuito de indicarem algumas diferenças do líquido que carregam. Existem três formas principais e uma quantidade infinita de variações. A maioria destes formatos datam ainda do século 19 e existem até hoje dada sua utilidade em deixar os amantes do vinho saberem o que está dentro, pelo menos na maior parte do tempo. Notemos que, por exemplo, a maioria destes formatos facilita com que as garrafas sejam armazenadas na posição horizontal.

As garrafas estilo "Bordeaux" têm os lados retos e ombros altos e poderíamos esperar ver neste tipo de garrafa vinhos feito a base de Cabernet Sauvignon, Merlot, Sauvignon Blanc e Semillon, por exemplo. Já as garrafas estilo "Borgonha" por sua vez, se mostram mais bojudas e com ombros mais inclinados, usadas geralmente para vinhos feitos a base de uvas Pinot Noir e/ou Chardonnay, por exemplo, assim como os vinhos vindos do Rhône também. Este formato (Borgonha) é também semelhante ao formato utilizado para as garrafas dos vinhos espumantes, embora estas sejam um pouco mais grossas, resistentes e com uma reentrância profunda para lidar com a pressão interna. Por fim, as garrafas mais altas e finas, com ombros ligeiramente inclinados são identificadas com os vinhos mais aromáticos e das regiões da Alsácia e do Mosel da França e Alemanha, respectivamente, e uvas como Riesling e Gewürztraminer. Fora isso, podemos pensar ainda nas garrafas de vinho do Porto, por exemplo, que são semelhantes as garrafas estilo Bordeaux só que mais "achatadas" e com um leve globo no pescoço.

Entretanto, vale ressaltar que isto não é uma regra mas uma maneira encontrada pelos produtores de facilitar a vida dos enófilos e de pessoas que não conheçam muito sobre vinhos. Podemos encontrar vinhos diferentes e garrafas diferentes. dependendo de considerações regionais, mercadológicas e culturais.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário