terça-feira, 29 de março de 2016

Nebbia Verdejo 2014: Descobrindo o frescor dos brancos espanhóis

Como eu já devo ter dito algumas vezes por aqui, o legal do mundo do vinho é explorar novas regiões, novas uvas e não se prender muito ao tradicional. Por exemplo, por que quando pensamos em vinhos brancos imediatamente lembramos de vinhos a base da uva Chardonnay? E vinhos tintos, normalmente pensamos em Cabernet Sauvigon ou Merlot? Precisamos conhecer coisas novas. E é assim que chegamos ao vinho de hoje, o Nebbia Verdejo 2014. Vamos ver o por que?


A Bodegas Verduguez, produtora do vinho, é uma empresa familiar (atualmente na quarta geração), na cidade de Villanueva de Alcardete, na parte oriental da província de Toledo, na fronteira com a província de Cuenca. A Bodegas Verduguez está registrada no Conselho Regulador da DO La Mancha que apoia e destaca a alta qualidade de seus vinhos. A adega atual foi fundada no mesmo ano em que foi construída, 1950, só que com outro nome. A partir de 1994 o atual presidente, Miguel Angel Verduguez Morata, num claro compromisso com a qualidade, começou a mudar a produção de vinhos tintos e brancos, e ao invés de vendê-los a granel, passou para o desenvolvimento de vinhos varietais puros com a preparação e caracterização necessária para atender às necessidades do mercado.

Sobre o Nebbia Verdejo 2014, podemos ainda acrescentar que é um vinho feito 100% com uvas Verdejo sem estágio nenhum por madeira. Vamos as impressões?

Na taça o vinho mostrou coloração amarelo palha com reflexos dourados, muito brilho e ótima limpidez. Lágrimas finas, rápidas e incolores também se faziam presentes.

No nariz o vinho mostrou aromas de frutos cítricos e tropicais e leves toques de ervas.

Na boca o vinho apresentou corpo médio e excelente acidez. O retrogosto confirma o olfato e adiciona um toque mineral. Final de média para longa duração.

Um vinho jovem, fresco e bem fácil de beber, daqueles que quando você percebe, a garrafa secou. Uma excelente opção, como dito no começo do texto, aos já batidos Chardonnays que costumamos consumir por aqui. Eu recomendo a prova. Este é mais um vinho do clube de vinhos da Winelands, o clube que eu assino e recomendo.

Para acompanhar, fizemos uma receita da Rita Lobo em seu programa no canal GNT (tv por assinatura) que é uma espécie de galinhada "falsa", feita somente com peito de frango em cubos e que ficou deliciosa e casou bem.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário