quarta-feira, 31 de julho de 2013

Cerveja ou espumante? Saison D'Épeautre, uma belga deliciosamente refrescante

Tirando a heresia do título do post (é cerveja, sem dúvida) e brincadeiras a parte, neste final de semana tive a oportunidade de almoçar mais uma vez na famoso FrangÓ em sampa, templo cervejeiro e com petiscos dos mais variados além é claro de sua comida de boteco. E foi lá que mais uma vez provei uma cerveja muito diferente e curiosa, ao menos para os padrões brasileiros (e pro meu padrão, é claro). Não sou nenhum conhecedor do assunto mas quero dividir com vocês minhas impressões sobre esta minha experiência.


A Cervejaria La Brasserie de Blaugies é pequena e familiar, como muitas na região. Está situada no centro de um triângulo formado pelas cidades de Mons (Bélgica), Maubeuge e Valenciennes (ambas na França). Tem como diferencial que todas suas cervejas além de serem produzidas em prédio próprio, sofrerem uma segunda fermentação em garrafa pela adição de leveduras, quase como num método champenoise para fabricação de vinhos espumantes, principalmente em Champagne, na França. A primeira produção data de meados de 1988, a bons anos atrás. 

Falando sobre a cerveja alvo do post em si, como já disse anteriormente passa por uma segunda fermentação em garrafa, criando algo semelhante ao que vemos nas perlage de espumantes em geral, que vem logo abaixo de uma fina e branca camada de espuma. Já que toquei no assunto espuma, o visual é de uma cor amarelo bem clara, um pouco turva pois a cerveja não é filtrada. Aliás, este é outro ponto interessante na cerveja: a presença de muita borra no interior da garrafa, que pode fazer com que a coloração mude um pouco dependendo do manuseio da garrafa. Aromas remetem a trigo e fermentação, lembrando odor de padaria quando está ainda na fase de produzir a massa do pão. Na boca muito refrescante, bastante borbulhas (lembrando espumante) e cremosidade da espuma. Corpo leve com o frescor em evidência. Sem amargor final. A meu ver ideal para dias quentes e para muita conversa. Tem 6% de álcool.

Mais um belo achado do blog, que apesar de ser cara (em torno de 60 dinheiros a garrafa de 750 ml) entrega muito prazer e descobrimento. Eu recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário