sexta-feira, 12 de julho de 2013

Cono Sur Organic Pinot Noir 2010

O dia a dia também merece vinhos, não é mesmo? E já dizia o ditado, "A vida é muito curta para bebermos vinhos ruins". Imbuído deste sentimento, tenho procurado tomar vinhos que satisfaçam mais do que simplesmente meu gosto pessoal, mas que tenham qualidade e que possam também a aumentar os conhecimentos meus e de minha esposa a cerca do mundo vitivinícola. E foi assim que chegamos ao vinho do post de hoje.


A vinícola Cono Sur foi fundada em 1993, no Vale do Colchágua - Chile, e teve como mote inicial a produção de vinhos expressivos e com aquela pegada de novo mundo. Desde seu começo, a vinícola conseguiu aplicar um mix de tecnologias avançadas sobre técnicas já consagradas de vitivinicultura. 

O vinho em questão faz parte da linha de vinhos orgânicos e tem como símbolo em seu rótulo uma bicicleta, simbolizando a maneira como os empregados fazem seu percurso indo e vindo dos vinhedos da companhia quando estão trabalhando com este meio de transporte. Além disso, o vinho é guiado única e exclusivamente pelas leis naturais do ambiente, em uso de químicos e/ou produtos sintéticos. O emprego de defensivos naturais como flores, grama e a introdução de insetos benéficos são apenas algumas das apostas do produtor para o controle do vinhedo. Finalizando, é ainda certificado por um órgão alemão por suas práticas orgânicas. É feito com uvas 100% Pinot Noir e não obtive informações sobre maturação em barricas. Vamos as impressões.

Na taça uma bonita cor rubi límpida, brilhante e de boa transparência. Lágrimas finas, rápidas e sem cor compõe também o aspecto visual.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutas vermelhas bem frescas e toques de tostado e madeira. Bastante perfume.

Na boca o vinho tinha corpo de leve para médio, excelente acidez e taninos sedosos. Retrogosto confirma o olfato com uma boa estrutura e final de média duração. 

Um bom vinho para o dia a dia, pode ser bebido sozinho ou com refeições mais leves. De qualquer maneira, beba. Vale o quanto custou (algo em torno de 45 dinheiros). Eu recomendo!

Até o próximo!

2 comentários:

  1. Eu também gosto deste vinho, mas esta caro por ai Victor, aqui eu pago no máximo 25 reais.

    abraço,

    Alexandre/DF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre,

      Obrigado pela visita.

      Pelo visto me dei mal quanto ao valor, mas de qqer forma um bom vinho.

      Abraço!

      Excluir