segunda-feira, 1 de julho de 2013

Mais uma cobertura do blog: Grand Tasting Wines Of Argentina 2013

Na última quinta feira aconteceu mais um grande evento de vinhos em São Paulo, o Wines of Argentina Grand Tasting, e o blog Balaio do Victor se fez presente e vai contar pra vocês leitores, um pouco do que aconteceu por lá.


O evento aconteceu no Hotel Unique em São Paulo, e contou com a degustação anual de vinhos argentinos com direito a participação de 44 bodegas, master class com o tema "Argentina muito além da Malbec", "Wine Walks" guiados por enólogos argentinos renomados e ainda feira onde as bodegas e/ou importadores mostravam seu portfólio e mais recente lançamentos. 

O local escolhido não poderia ser melhor pois o salão disponibilizado para a feira era amplo e fazia com que o espaço entre as mesas e o acesso as mesmas fosse facilitado, permitindo com que todos tivessem acesso a todas sem maiores entreveros. Além disso, os serviços disponibilizados pela organização (cuspideiras, comidas, etc.) eram feitos de maneira impecável tornando a vida do visitante muito agradável. Tudo era de muita qualidade, desde a seleção dos vinhos até os quitutes servidos. Embora não tendo participado do Master Class, todos os relatos de amigos e visitantes era de que o sucesso tinha sido absoluto.





 Um dos destaques em minha modesta opinião foram os "wine walks, pequenos tours temáticos guiados por enólogos argentinos que nos apresentavam vinhos de acordo com o tema, correndo algumas mesas da feira, a fim de que identificássemos uma ou outra características de um determinado grupo de vinhos argentinos. Uma sacada muito inteligente. Participei do tour sobre cabernets argentinos com o enólogo Tomás Hugues, onde pude notar diferenças entre os vinhos de acordo com o terroir em que a uva era plantada, por exemplo, fruta mais madura nos vinhos de Mendoza ao passo de mais frescor em vinhos de Salta, por exemplo. 


Em meio a um mar de vinhos, destaques não faltaram, mas faltaria tempo, espaço e memória pra falar de todos, aqui ou um por um. Correria também o risco de cometer alguma injustiça e deixar de citar algum vinho que eu não provei. Mas de maneira geral, muitos vinhos interessantes, como um Semillón 1942 da Bodega Lagarde o qual pude dividir um pequeno gole com minha amiga e também blogueira Evelyn Fligeri (Taças & Rolhas) ou quem sabe um pouco usual Petit Verdot da Bodega Decero. Falando ainda de vinhos,  o já famoso Eolo da Trivento ou o Judas da Sotano estavam também por lá desfilando sua potência e qualidade, linhas como a Iscay da Trapiche, a qual eu não conhecia, fazendo um pequeno debute ou ainda a vinícola Tukma e seus vinhos bons de preço procurando um importador aqui no Brasil ou mesmo um branco diferente como o Masi Passo Blanco ou ainda quem sabe a bodega Familia Schroeder e seus vinhos da Patagônia (linha Saurus). E foi daí pra melhor, podem acreditar.


Enfim, muitos vinhos pra se provar, muitos amigos para conversar, muitos quitutes para os vinhos acompanhar e um evento pra na memória ficar. 

Até o próximo!

2 comentários:

  1. Victor, concordo com você, o evento foi realmente impecável!! Pena que sai antes de provar o Lagarde 1942. Vale escrever um post sobre ele!
    Abraço,

    Alessandra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alessandra,

      Vamos ver se consigo escrever um post só sobre p Lagarde.

      Obrigado pela visita.

      Beijo

      Excluir