terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Família Irurtia Viñagala Tannat Rosado & Torta Rústica de Ratatouille

Em mais um dia de calor senegalês, destes muitos que se multiplicaram no verão brasileiro, a única vontade que tínhamos era de tomar algo refrescante, de uma comida leve e ficar na frente do climatizador para que de alguma maneira pudéssemos relaxar. E escalamos a nossa seleção para hercúlea tarefa que se aproximava. Fomos de Família Irurtia Viñagala Tannat Rosado & Torta Rústica de Ratatouille.



Como já dito por aqui algumas vezes (mas sempre é bom relembrar), a Bodega Família Irurtia, produtora do vinho em questão, nasceu com a chegada ao Uruguai do imigrante Vasco Don Lorenzo Irurtia nos primeiros anos do século passado. Sua paixão pelos bons vinhos e a dedicação ao trabalho no cultivo da videira dão seus frutos em 1913 com a primeira vindima. A quarta geração da família Irurtia ainda está estabelecida em Carmelo e hoje administra os negócios da família. Cinco irmãos, filhos e filhas de Dante Irurtia e Estela González assumiram o legado da família e o desafio de ir junto com seus antepassados por uma ​​estrada infinita, através da melhoria da qualidade de seus vinhos com a mesma paixão e dedicação de seus antepassados e a responsabilidade de manter e aumentar o reconhecimento internacional dos vinhos Irurtia, da cidade de Carmelo e do orgulho uruguaio.

Se entendi direito o posicionamento das linhas de vinhos da Bodega Familia Irurtia, este Família Irurtia Viñagala Tannat Rosado se encaixa numa linha de entrada e é produzido somente com uvas Tannat que embora seja uma cepa notadamente robusta quando vinificada, como rosé e a temperatura controlada, dá vinhos muito agradáveis e frutados. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou uma bonita coloração rosa alaranjado, buscando quase um acobreado, brilhante e muito límpido.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos vermelhos e notas cítricas.

Na boca o vinho se mostrou leve, com boa acidez e uma pequena sensação de taninos, bem fininhos e discretos. Retrogosto confirma o olfato e o final é de média duração.

Um vinho fresco, frutado e que combina bem com o verão que enfrentamos por aqui. Foi um bom companheiro para a torta rústica de ratatouille que minha esposa fez. A receita é da apresentadora Rita Lobo, que tem seu programa Cozinha Prática no canal de tv por assinatura GNT. É uma receita muito simples e deliciosa. 

O Ratatouille é um mix de legumes assados que até já virou tema de um longa metragem animado. Berinjelas em rodelas, abobrinha, pimentão amarelo, cebola, alho poró, dentes de alho, tomates cereja, azeite, sal e pimenta para o recheio. A massa? Manteiga geladíssima com farinha de trigo comum (sem fermento) e sal, fazendo uma farofa sem derreter totalmente a manteiga, um ovo e voilá!

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário