terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Kendall-Jackson Vintner's Reserve Chardonnay 2012 & War: Harmonização?

Quando pensamos em harmonização de vinhos, logo nos vem a mente que estamos falando de comida. Mas nem sempre é isso que estamos querendo dizer. Harmonizar, de forma mais simples, quer dizer conciliar, fazer com que duas coisas concordem, enfim, que se obtenha um casamento (perfeito) na situação proposta. E o vinho, como alimento versátil que é, muitas vezes é ligado também a música, a situações emocionais e muitas outras coisas. Desta vez, em casa, propusemos uma "brincadeira" diferente. Resolvemos que, enquanto passaríamos momentos agradáveis em família jogando o famoso jogo de tabuleiro "War", iríamos "harmonizá-lo" com um vinho. O vinho? Foi o Kendall-Jackson Vintner's Reserve Chardonnay 2012.


Fundada em 1982, a Kendall-Jackson viu, entretanto, sua história começar ainda no começo dos anos 70, quando Jess Jackson começou o cultivo de pêras em sua propriedade na Califórnia. E logo no início dos anos 80, quando havia começado o cultivo e comercialização de uvas para outras vinícolas quando se viu as voltas com uma grande compra cancelada e uma enorme quantidade de uvas nas mãos. Foi então que sua primeira garrafa foi produzida. Agora, quase três décadas depois, a vinícola Kendall-Jackson produz uma variedade de vinhos super-premium cuja qualidade, sabor e integridade encarnam o espírito da missão de seu fundador. A Kendall-Jackson é uma vinícola familiar, e como tal, se utiliza de condições mais favoráveis a experimentações, estratégias de longo prazo e afins. Um exemplo desta forma de pensar é o cultivo de uvas em vinhedos sobre encostas das montanhas da Costa da Califórnia, que torna mais difícil todo seu manejo, mas que tem melhor insolação e sanidade, entre outros atributos. As gerações futuras da família, normalmente já envolvidas no processo, ficam incumbidas de gerar os frutos de tais riscos corridos, sobrepondo-se por exemplo aos ganhos monetários imediatos.

Sobre o Kendall-Jackson Vintner's Reserve Chardonnay 2012, podemos acrescentar que, apesar de ser um varietal 100% Chardonnay, suas uvas vem de diferentes regiões da Califórnia, conforme descrito a seguir: 36% de Monterey County, 33% de Santa Barbara County, 14% de Mendocino County, 14% de Sonoma County e 3% de San Luis Obispo County. Além disso o vinho é fermentado e envelhecido sur lie em barricas de carvalho francês e americano, sendo que passa por battonage mensal. Vamos finalmente as impressões?

Na taça o vinho apresentou uma coloração amarelo palha com tendência douradas, um bom brilho e uma ótima transparência.

No nariz o vinho apresentou aromas de abacaxi e pêssego. Além disso apareceram também aromas de baunilha, mel, manteiga e uma leve lembrança de fósforo.

Na boca o vinho era untuoso, gordo mesmo, mas com uma ótima acidez. Retrogosto confirma o olfato e o final era de longa duração.

A brincadeira de harmonização funcionou e o vinho era incrível. O jogo durou umas 4 horas mas o vinho se foi bem antes disso. Este foi trazido na mala durante uma viagem aos EUA. Eu recomendo a prova.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário