quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Vinícola Neo Zelandesa Kim Crawford lança pipoca com sabores de vinho!

Em uma ação colaborativa com a empresa de pipoca gourmet Populence, sediada em Nova York, a Vinícola Neo Zelandesa Kim Crawford está trabalhando no lançamento de dois novos sabores de pipoca gourmet: Pinot Noir Chocolate Drizzle e Sauvignon Blanc Kettle, sendo que estas pipocas foram pensadas para serem degustadas em conjunto com os seus vinhos correspondentes: Kim Crawford Marlborough Pinot Noir e Kim Crawford Marlborough Sauvignon Blanc. Enquanto os snacks doces pretendem espelhar as notas gustativas encontradas os vinhos Pinot Noir e Sauvignon Blanc, os mesmos não possuem álcool em sua formulação.

Imagem retirada do site The Drink Business

A idéia surgiu quando a fundadora da Populence, Maggie Paulus, se deu conta de que pipocas tem sido snacks comumente encontrados em vários eventos e degustações no mundo do vinho. E ela se rendeu a esta idéia quando teve o apoio de uma vinícola muito conceituada como a Kim Crawford e de seus vinhos considerados de topo de gama .

A pipoca de Sauvignon Blanc é brilhante, alegre e cheia de sabor enquanto a Pinot Noir, por sua vez, usa a harmonização clássica de vinho e chocolate para aproveitar os sabores do vinho e criar uma ameaça indulgente ao consumidor. Ambos os sabores são feitos in-house na loja da Populence em West Village, Nova York.

Esta não é a primeira incursão de pipocas estilo gourmet com sabor de bebidas: a empresa de pipocas gourmet Pub-Corn, baseada no Missouri, tem produzido pipoca com sabor de cerveja sem álcool e cocktail desde 2008.

Não vá achando entretanto que os snacks são baratos não: 1 lata com aproximadamente 4 litros custará em média mais de 90 reais (valores/unidades convertidas grosseiramente e na data do post). E me parece óbvio que pelo menos a principio, nós meros brasileiros só poderemos provar tais iguarias em viagens ao exterior.

A idéia parece inusitada e para falar a verdade, ainda não tive a oportunidade/vontade de provar pipocas com sabores diferentes (destas ditas gourmet que se vendem aqui no país). Mas esta modinha gourmet (costumam falar "raio gourmetizador") tem atingido níveis impensáveis e até certo ponto, exagerados, em minha opinião. Se você, caríssimo leitor, provar a iguaria dia desses, deixe sua opinião aqui embaixo nos comentários e divida conosco.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário