quinta-feira, 26 de março de 2015

Quercus Premium Cabernet Sauvignon 2012: O que a Eslovênia pode oferecer?

Como um bom enófilo, ao menos me considero um, procuro sempre provar e consumir vinhos de outros lugares menos badalados e tento na medida do possível encontrar boas opções para o dia, fugindo dos rótulos comuns de Argentina e Chile que temos por aqui. Me parece ser o caso do Quercus Premium Cabernet Sauvignon 2012, sobre o qual iremos falar por aqui hoje.


O vinho é produzido pela Vinícola "Goriška Brda", um dos produtores de vinho esloveno mais renomados e importantes, continuando e melhorando a tradição da produção de vinhos de séculos com sucesso. "Goriška Brda" foi fundada em 1957 como uma cooperativa e ainda hoje é completamente propriedade de seus membros. Desde o seu início a vinícola teve um grande impacto sobre o desenvolvimento econômico da região e do estilo de vida do povo local. A "Goriška Brda" possui 1.000 hectares de vinhas que se espalham a meio caminho entre o mar Adriático e os Alpes. Em média, cada viticultor cooperado cultiva menos de 2 hectares e, portanto, cuida de cada videira com devoção.

A marca Quercus tenta satisfazer o gosto internacional para o vinho e, ao mesmo tempo que carrega uma marca pronunciada da Goriška Brda, onde as uvas amadureceram, e outra da Vinícola Goriška Brda, onde foi cultivado. Quercus é uma linha de produtos frescos, frutados e vinhos mais leves. No caso do Quercus Premium Cabernet Sauvignon 2012 é um varietal 100% Cabernet Sauvignon que estagiou, pós fermentação, em tonéis de carvalho romeno pelo período de 12 meses. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou uma coloração rubi violácea de média intensidade, bom brilho e boa limpidez. Lágrimas finas, rápidas, espassadas e ligeiramente coloridas também se faziam notar.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos escuros, toques de especiarias e chocolate amargo.

Na boca o vinho tinha corpo médio, boa acidez e taninos bem finos. Retrogosto confirma o olfato e o final era de média duração.

Um bom vinho para o dia a dia, sem grandes expectativas ou presunções. Acompanha tanto uma boa prosa como uma boa comida, sem maiores requintes, enfim entrega o que propõe. Vale para trocarmos um pouco daqueles vinhos pancadões e batidos de nossos hermanos sul americanos. Mais um vinho do clube de vinhos da Winelands, o clube que eu assino e recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário