quinta-feira, 12 de março de 2015

República Missiones Reserva Tannat 2011: Surpresa da Campanha Gaúcha!

É interessante ver como os vinhos brasileiros tem evoluído nos últimos tempos e, mais ainda, como tem surgido pequenas vinícolas aqui e lá (de norte a sul do Brasil) e cada vez mais tem se discutido o papel do vinho e seu consumo na sociedade. E é sobre uma destas gratas surpresas que iremos falar hoje: República Missiones Reserva Tannat 2011.


O vinho é produzido pela República Missiones, uma pequena boutique de vinhos da região da Campanha Gaúcha (vizinha ao Uruguai) que elabora pequenas quantidades de vinhos, sucos e espumantes especiais, sendo que seus vinhos serão somente lançados em safras excepcionais. Por lá utilizam a melhor tecnologia na elaboração de seus vinhos, do mosto à barris de carvalho de primeiro uso e rolhas de cortiça, sempre buscando expressar o sabor do terroir do pampa gaúcho. A linha de vinhos República Missiones é uma homenagem aos Sete Povos das Missões, localizada na região missioneira , sendo o berço dos costumes e da colonização gaúcha, os vinhos tem lotes limitados e com o que tem de melhor do terroir do Rio Grande do Sul. Contam ainda com a consultoria do especialista em vinhos nacionas, Fernando S.Weber.

A região da Campanha, que recebeu seus primeiros vinhedos na década de 70 e expandiu-se ao final dos anos 90, situa-se no Paralelo 31 - o mesmo das melhores regiões produtoras de vinhos do mundo. Distingui-se pelo rigoroso inverno, luminosidade, amplitude térmica, solos privilegiados e poucas chuvas durante a maturação. A topografia de suaves coxilhas permite a mecanização da cultura e técnicas especiais de manejo do solo. Tudo isso favorece o amadurecimento pleno dos frutos, traduzindo-se em vinhos aromáticos, frutados, potentes e de boa graduação alcoólica natural. Características para um terroir perfeito nos harmoniosos e elegantes vinhos da Campanha Gaúcha. Além disso, todos os vinhedos da região são cultivados no sistema espaldeira, que permite a produção de uvas de qualidade superior. Atualmente, a região é considerada um pólo de produção de vinhos finos. (Fonte: Associação dos Vinhos da Campanha)

Sobre o República Missiones Reserva Tannat 2011, podemos acrescentar que é feito com 100% da variedade Tannat em Sant´Ana do Livramento, divisa do Brasil com Uruguai e que passa por 18 meses de maturação em barricas de carvalho Francês. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou uma bonita cor violácea de grande intensidade, bom brilho e limpidez. Lágrimas finas, rápidas e bastante coloridas tingiam também as paredes da taça.

No nariz o vinho mostrou aromas de frutos vermelhos e escuros, tabaco e baunilha.

Na boca o vinho mostrou corpo leve para médio, acidez mediana e taninos macios. Retrogosto confirma o olfato e o final era de média duração.

Um bom vinho brasileiro, o qual eu não conhecia, e que difere um pouco do que esperamos quando falamos de Tannat pois era menos rústico, mais fácil de beber. De qualquer modo, o vinho era saboroso, sem pretensões e adequado ao momento. Eu recomendo a prova.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário