terça-feira, 30 de agosto de 2016

Alma Tierra Cabernet Franc 2013

Dia de churrasco é sempre uma boa oportunidade de tomar alguns vinhos com as pessoas que gostamos não é mesmo? Eu sempre fico muito contente com essas oportunidades pois além de tirar alguns vinhos interessantes da adega, aproveito para apresentar vinhos diferentes para pessoas que não estão assim tão acostumados com tais vinhos. E foi assim que o Alma Tierra Cabernet Franc 2013 saiu da adega e foi pra mesa.


O vinho é produzido pela Villaseñor Wines, produtor chileno que se encontra localizado no Valle Central e cuja história começa com a vinda da família que empresta seu nome a vinícola da Espanha para a VIII Região de Conepción, no Chile, onde se assentaram e começaram a produção de vinhos ditos caseiros a época. Dada a paixão com que a família produzia seus vinhos, não tardou a surgir a Villaseñor Vineyards, com as novas gerações da família e a busca por novas terras para a produção de vinhos da mais alta qualidade. A diversidade no cultivo de cepas é uma característica marcante da vinícola, no momento são 20 variedades, espalhadas por 135 hectares plantados em diferentes vales do Chile. A adega principal da vinícola foi construída para produzir vinhos em harmonia com o ambiente natural e mínima intervenção humana. A adega tem capacidade para produzir cerca de 870 mil litros de vinho em quatro níveis subterrâneos. Toda movimentação do vinho é feita de maneira gravitacional, evitando assim o uso de bombas e outros equipamentos.

Já sobre o Alma Tierra Cabernet Franc 2013, podemos ainda acrescentar que é um vinho feito 100% com uvas Cabernet Franc de vinhas oriundas do Vale Central do Chile. Não consegui maiores informações mas a princípio o vinho não passa por madeira. Vamos as impressões.

Na taça o vinho apresentou coloração rubi violácea de média intensidade com bom brilho e boa limpidez. 

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos escuras, mentolado e algo de baunilha.

Na boca o vinho tinha corpo médio, boa acidez e taninos finos. O retrogosto confirma o olfato e o final era de média duração.

Um bom vinho para o dia a dia e que serviu muito bem ao propósito: curtir um bom churrasco com a família e amigos. Eu recomendo a prova.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário