quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Rhein Extra Brut Rosé: O espumante do Rei Ferdinand!

Mais um vez me vejo as voltas com vinhos curiosos de locais pouco comuns e com histórias pitorescas. Hoje temos por aqui o Espumante Rhein Extra Brut Rosé, vinho este oriundo da Romênia e com algumas histórias por trás deste rótulo. Vamos a elas?



O vinho é produzido pela Halewood Wines, fundada em 1978 por John Halewood. A empresa logo se tornou o maior produtor nacional independente de vinhos e bebidas alcoólicas no Reino Unido. A empresa passou a deter participações em áreas-chave da indústria de bebidas em todo o mundo. Com um volume de negócios anual superior a 500 milhões de Euros, a Halewood International Ltd. distribui mais de 1.400 produtos no Reino Unido e 30 países mundo a fora. Quatro das marcas do grupo Halewood International Ltd. podem ser encontradas nas dez melhores marcas em sua categoria no Reino Unido. Hoje, depois de um investimento de 10 milhões de euros, a empresa possui quatro subsidiárias na Romênia. O principal objetivo da empresa era comercializar vinhos romenos às expectativas internacionais. A Halewood Romênia atualmente vende seus vinhos para mais de 40 países e se tornou o maior exportador de vinho engarrafado romeno. Tais países incluem China, Japão, Coréia do Sul, México, Peru e, claro, o Reino Unido e os Estados Unidos. A Halewood Romênia utiliza castas internacionais, como Merlot, Cabernet Sauvignon, Pinot Noir, Chardonnay, Pinot Gris, Sauvignon Blanc, Gewürztraminer, e as incríveis variedades locais Feteasca Neagra, Feteasca Alba, Feteasca Regala e Iordana. Com tal diversidade, a Halewood Romênia é capaz de fornecer ao mercado nacional e internacional vinhos de alta qualidade, os quais têm personalidades bem definidas.

O Rhein Extra Brut Rosé é feito a partir de 100% de uvas Pinot Noir da Região de Sebes Alba, na Romênia e é produzido pelo método tradicional, onde a segunda fermentação acontece em garrafa. É considerado um dos melhores espumantes da Romênia, e segundo conta a história foi com ele que se deu a coroação do Rei Ferdinand em 1922 e continua seguindo a mesma tradição até hoje. Se entendi bem o tempo de contato com as leveduras chega a 12 meses. Vamos as impressões?

Na taça o vinho espumante apresentou uma bonita cor salmão, brilhante e de boa transparência com produção de pequenas borbulhas em bastante quantidade e de modo bem persistente. 

No nariz o vinho espumante abriu com aromas de frutos vermelhos (morangos e cerejas) e algo de panificação. Ao fundo um pouco de floral.

Na boca o vinho espumante se mostrou fresco, cremoso e muito agradável. Um toque adocicado na entrada de boca contrastava com seu final seco, afinal estamos falando de um Extra Brut. Retrogosto confirma o olfato e o final é de longa duração. 

Uma grata surpresa vinda das terras de meus ancestrais e que mostrou que até nós reles mortais podemos tomar o vinho dos reis! Recebi esse belo exemplar do Winelands Clube do Vinho, o clube que eu assino e recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário