quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Mettler Family Vineyards Petite Sirah 2010: Vinho americano na taça!

Nem bem voltei de viagem de quase duas semanas em terras americanas e resolvi beber um vinho em homenagem ao meu retorno. Iríamos fazer um bom e velho fondue de carne ao vinho e escolhi o Mettler Family Vineyards Petite Sirah 2010 para fazer os trabalho da noite. Vamos ver o que ele teve a nos dizer?


A Família Mettler, uma das mais antigas famílias de agricultores do Lodi, tem raízes na indústria do vinho que remontam à década de 1770, e tem cultivado uvas para vinho na apelação Lodi desde o final de 1800, quando as primeiras vinhas foram plantadas. A tradição da agricultura familiar continuou e na década de 1940, a sexta geração produtor de uva Carl Mettler casou com Gladys Handel, também de uma família de agricultores bem conhecidos na região. Isso ajudou a expandir as vinhas da família. Carl trabalhou em estreita colaboração com universidades próximas delegando a várias regiões demarcadas o plantio de variedades experimentais. Essa experimentação ajudou a estabelecer as condições de crescimento para as variedades específicas da apelação de Lodi. Hoje, Larry Mettler, o mais jovem dos três filhos de Carl, ainda cultiva os vinhedos originais da Mettler Vineyards.

Já que tanto falei a apelação Lodi, uma AVA americana famosa principalmente por seus vinhos feitos de vinhas velhas de uvas Zinfandel, vamos entender um pouco mais sobre a mesma. A apelação Lodi está definida e influenciada por sua proximidade com o Oceano Pacífico e com a baia de San Francisco. Situada diretamente a leste de San Francisco, na beira do Delta do Rio Sacramento, Lodi se aproveita da lacuna costeira onde as faixas litorais norte e sul se encontram na baia de San Francisco. Enquanto as temperaturas sobem no vale central, brisas marítimas frias são puxadas diretamente em toda a região Lodi criando um clima diferenciado que permite o cultivo de uvas na região a mais de um século. Gozando de um clima mediterrânico clássico, Lodi tem verões quentes e secos e invernos frescos, úmidos. Os dias de verão quentes e secos permitem as das uvas do Lodi sua maturação e o desenvolvimento de sabores de frutas maduras completos, enquanto as brisa marítimas tendem a manter a acidez natural do vinho, criando uma estrutura e complexidade nos vinhos produzidos.

Sobre a uva Petite Sirah em si eu pouco descobri, a não ser que foi criada inicialmente no Vale do Rhône e por lá é mais conhecida como Durif. Esta casta foi criada num cruzamento entre a Syrah e uma uva menos famosa autóctone do Rhône com o intuito de aumentar sua resistência a pragas. Com o passar do tempo no entanto se percebeu que a casta se adaptou muito bem ao clima mais seco da Califórnia onde passou a ser cultivada por alguns produtores, gerando vinhos interessantes até hoje. Finalmente o Mettler Family Vineyards Petite Sirah 2010 é feito com a seguinte composição de uvas: 90% Petite Sirah, 8% Cabernet Sauvignon e 2% Cabernet Franc. O mesmo passa por 21 meses em barricas francesas antes de ser liberado ao mercado. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou uma coloração violácea de grande intensidade, sem transparência e com algum brilho. Légrimas finas, abundantes, rápidas e bem coloridas também compunham o conjunto visual.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutas escuras em compota, especiarias e toques de café com leite. Fundo de taça apresenta também aromas tostados.

Na boca o vinho se mostrou encorpado, com taninos macios e redondos e uma boa e gulosa acidez. Retrogosto confirma o olfato e o final é de longa duração.

Mais um belo vinho americano por aqui, vinhos aliás que eu gosto muito por sinal, e que tem feito a alegria de todos aqui em casa. Este veio junto com a remessa do SmartBuy Wines Club. Eu recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário