segunda-feira, 20 de abril de 2009

Semifinais do Paulistão – Pt.2

Finalizada a rodada semifinal do campeonato paulista, e os times que vinham de vitória na primeira partida mantiveram sua vantagem e se classificaram as finais: Corinthians e Santos.

Confesso que ainda estou em estado de graça com o jogo do Corinthians no domingo, e até por isso demorei um pouco a escrever alguma coisa por aqui, mas a emoção foi muito grande e o desgaste, pelo menos dos nervos, fez com que eu esperasse dormir e descansar pra poder lhes passar algumas impressões sobre a rodada do final de semana.

O Santos jogou de forma muito inteligente e atacou o Palmeiras desde o primeiro minuto de jogo no sábado, fazendo valer a máxima de que a melhor defesa é sempre o ataque. Tivemos destaques positivos e negativos na partida: Madson, o pequeno notável da Vila Belmiro me encanta por um futebol voluntarioso e habilidoso além de sua incrível velocidade e pulmão; Pierre do Parque Antártica é um caçador e guerreiro em campo, incansável na marcação de seus adversários; Diego Souza mostrou que nunca será um grande jogador pois não tem a cabeça e equilíbrio para tal tendo em vista a bobagem que fez ao ser expulso em jogada esquisita com o zagueiro Domingos (apesar de que a circunstância em que foi expulso e o que houve com o jogador Domingos deveria ser no mínimo investigado pois o zagueiro alvinegro entrou com claras intenções de tumultuar o jogo e vibrou com o que fez); e para mim, a grande decepção foi o tal de Keirrison, pintado por nossa imprensa marrom como um grande jogador e coisa e tal, mas que no final sempre que o time do Palmeiras precisou dele mesmo, ele se omitiu e se escondeu da responsabilidade chegando ao ponto do técnico Wanderley Luxemburgo pedir, de forma nada amigável, para que ele acordasse no jogo de sábado. A arbitragem eu nem comento mais, pois foi horrível do começo ao fim do campeonato. E deu no que deu, mais uma vez Santos 2 x 1 Palmeiras.

Já no domingo, de forma brilhante, o técnico Mano Menezes (que hoje eu parabenizo pela ousadia e aprendizado com erros passados) soube ter paciência e armou um Corinthians mais uma vez com três atacantes e calmo, rodando de forma consciente a bola de uma lado a outro do campo e soube segurar de forma equilibrada o ímpeto do São Paulo que precisava da vitória. Destaques não faltaram na equipe alvinegra, entre os quais: Ronaldo, em mais uma excelente partida, chamou o jogo, voltou ao meio campo e deu passes preciosos além de duas arrancadas que remetem a antiga fase de fenônemo além é claro do golaço marcado; Douglas muito eficientes e certeiros , foi combativo e ainda apareceu na frente pra concluir em gol; Jorge Henrique, que se doou ao time, correu, marcou, foi pra lateral e soube como ninguém segurar a bola no ataque. Já pelos lados do São Paulo, os destaques positivos e negativos foram: Hernanes vem caindo de produção e mais uma vez nada apresentou em campo; o volante Jean é um leão e apareceu na marcação e no ataque tricolor; Rodrigo se destemperou com as bonitas jogadas do atacante Dentinho, apelou e foi justamente expulso; além disso Bosco, que nenhuma culpa teve nos gols do Corinthians, substituiu a altura o capitão são paulino Rogério Ceni. Saldo final do jogo: Corinthians 2 x 0 São Paulo, gols de Douglas e Ronaldo. Outro detalhe importante é o fato de que, além de ter chegado na final do campeonato, o Corinthians manteve ainda sua invencibilidade no ano, sendo o único clube no país com este status. O clube alvinegro chega portanto mais que credenciado para a decisão.

Hoje pela manhã foram acertados os locais das partidas finais, e deu a lógica seguida no campeonato: primeira partida na Vila Belmiro e segunda no Pacaembu. Resta agora torcer para que a paz reine nestes jogos e que não assistamos mais as batalhas entre torcedores (rivais ou não) e a polícia. E que venha o próximo domingo!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário