sexta-feira, 15 de agosto de 2014

El Insolente Carignan 2010: Outra grata surpresa do Vale do Itata!


Muito se fala em vinhos de garagem, vinhos de boutique ou coisas similares mas não existe um consenso em cima da definição desta expressão. Eu até já falei por aqui (clique aqui) sobre vinícolas boutique e discuti um pouco de conceitos, mas se vinhos com caráter é um predicado que este tipo de empreendimento deve ter, eis que surgia na Masterclass "Os Extremos do Chile" um vinho que me surpreendeu por ser de uma uva pouco usual no Chile, por ser bastante complexo e por ser de um projeto vinícola que eu não conhecia. Estou é claro falando do  El Insolente Carignan 2010.


O vinho em questão é produzido pela The Rogue Wine ou também conhecida como Itata Bush Vine Revolution, na região do Vale do Itata, no Chile. The Rogue Vine é um projeto feito entre dois amigos, Leonardo Erazo Lynch e Justin Decker, amigos estes que tiveram o desejo de fazer diferentes vinhos, vinhos com caráter. E para conseguir isso, foram em busca de diferentes vinhedos, diferentes terroirs e fazê-los de uma maneira diferente, não havendo outra opção. E as vinhas velhas em formatos de arbustos, esquecidos, quase caindo de morros graníticos íngremes no Vale do Itata foi cenário perfeito para começar este projeto.

Sobre o vinho, uvas 100% Carignan colhidas de vinhas com aproximadamente 60 anos. Processo de fermentação usa leveduras nativas. Passa por 14 a 15 meses em barricas neutras e mais um ano de maturação em garrafa. Foram produzidas 807 garrafas. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou uma coloração rubi violácea de média intensidade, bom brilho e alguma transparência. Lágrimas finas, lentas e incolores.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos vermelhos, azeitonas, toques animais e terrosos. Boa complexidade.

Na boca o vinho mostrou corpo médio, boa acidez e taninos finos. Retrogosto confirma o olfato. Final de média para longa duração.

Mais um belo vinho chileno, este inusitado Carignan de terroirs extremos. Que delícia de aula, quanta informação e quanto vinho diferente. Eu recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário