segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Viagem a Bento Gonçalves (Vale dos Vinhedos) - Parte Final

Bom, é com muito orgulho e com muita felicidade que eu finalizo hoje minha série de postagens sobre minha recente viagem ao Rio Grande do Sul, mais especificamente ao Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves. Eu sei que foi apenas por um feriado, mas acho que juntei bastante histórias e dicas para quem ainda não se aventurou a ir para lá com o intuito de conhecer mais sobre o vinho brasileiro.

Mas neste post especificamente quero dar duas dicas bem interessantes que fogem um pouco dos vinhos. Primeiro, sobre hospedagem. E neste quesito, ultimamente tenho feito questão de que o lugar o qual vou me hospedar possa reunir algumas qualidades, como por exemplo: boa localização, fácil acesso tanto na ida/volta quanto no dia a dia para os passeios, conforto, hospitalidade, etc. E eu acho que desta vez eu acertei em cheio escolhendo o Zamek Hotel Boutique. De grande apelo visual além de ser um atrativo turístico natural, o hotel se encontra localizado bem na entrada do Vale dos Vinhedos, entre Garibaldi e Bento Gonçalves, bem aos pés da rodovia que faz o acesso entre as cidades e o Vale dos Vinhedos. Com muito requinte e bom gosto, o hotel é temático e cria a sensação de volta a idade média pois o mesmo utiliza elementos arquitetônicos das construções medievais europeias de séculos atrás, com portas grandes, acabamento em pedra, uso de madeira em diversas partes do local, além de ter uma torre que emula as masmorras dos castelos medievais. Além disso todos os quartos são nomeados de acordo com cidades polonesas e as pessoas que lá trabalham estão sempre prontas a te atender e a te ajudar, não importa se faça parte de sua hospedagem ou não. Além disso, você ainda tem o restaurante Casa di Paolo logo ao lado, fazendo com que você possa matar sua fome sem ter que ir muito longe caso não esteja com vontade. Enfim, o hotel em si já é uma atração. 




Já no tocante a passeio alternativos, eu fiz um passeio interessantíssimo que é a visita ao parque temático Epopeia Italiana e um passeio de Maria Fumaça entre as cidades de Bento Gonçalves e Carlos Barbosa. O passeio começa com a visita ao parque temático, que conta de maneira divertida e próxima ao espectador como foi a vinda dos primeiros imigrantes italianos ao Rio Grande do Sul (mais especificamente em Bento Gonçalves) desde sua partida da Itália, passando por uma longa e difícil viagem de navio até as terras brasileiras e suas primeiras impressões sobre o país (que naquela época não passava de muita mata, pouca infraestrutura, etc). Depois disso pegamos o trem (Maria Fumaça) na estação de Bento Gonçalves e rumamos a Carlos Barbosa (com uma parada também em Garibaldi). O trajeto conta com aproximadamente 23 Km que são percorridos em aproximadamente 1:30h a 2hs, sendo que a velocidade média da composição é 20km/h. Dentro do trem somos brindados com diversas atrações folclóricas italianas e gaúchas, com destaques para música típica local, encenações teatrais e danças italianas. Ao final somos recepcionados por atrações musicais italianas, degustação de vinhos e sucos de uva e muita alegria. Se você estiver com a família, com certeza não irá perder. 




E eu fico por aqui, espero que tenham gostado dos meus relatos desta viagem e continuem acompanhando o blog.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário