domingo, 4 de dezembro de 2011

Colonia Las Liebres Bonarda 2009

Eu já comentei anteriormente sobre este vinho no blog, quando o havia escolhido para o segundo encontro da Confraria do Meio (relembre aqui). Naquela noite porém o vinho não agradou a maioria dos presentes (e a mim também não) e por isso como tinha mais uma garrafa por aqui, resolvi fazer uma nova tentativa. Mas não houve muita diferença, infelizmente. Vale ressaltar que este vinho foi considerado por muitos críticos um best buy, tendo recebido inclusive 89 pontos do RP. Só para lembrar que o vinho é feito com uvas 100% bonarda vindas de vinhedos com mais de 30 anos na região de Rivadavia, em Mendoza na Argentina e não passa por madeira. Vamos as impressões.


Na taça o vinho apresentava uma bonita cor violácea, escura e brilhante. Lágrimas finas e rápidas ajudavam a tingir as paredes da taça.

No nariz o vinho apresentou aromas de compotas de frutas escuras, especiarias (pimenta/cravo), lembrança de algo lácteo e alguma nota animal. Depois de um tempo em taça notas de menta também podiam se fazer sentir. Álcool espetava um pouco no nariz e não arrefeceu muito com o tempo.

Na boca o vinho tinha corpo leve para médio, boa acidez e taninos finos, quase imperceptíveis. Mesmo assim faltava um pouco do meio de boca, um pouco de estrutura. Trouxe no retrogosto fruta e especiarias com um final curto e com leve amargor.

Não é um vinho ruim mas também não apresenta tantos atributos e sinceramente me pergunto o por que de ter sido tão aclamado pela crítica e recebido altas pontuações e recomendações. Particularmente, não é a minha.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário