domingo, 4 de dezembro de 2011

Cesari Ripasso Bosan 2007

Os vinhos italianos tem sua posição reservada entre os meus preferidos, apesar de seus preços normalmente um pouco acima do que consideraríamos bom custo benefício. Acontece que eles tem sua potencia e sua vocação gastronômica, de maneira que eu sempre tenho algum exemplar em minha adega pra acompanhar um almoço especial nos finais de semana. E não é diferente no caso deste exemplar.

Feito pela técnica de ripasso, que consiste em o vinho obtido como Valpolicella passar por um tempo de contato com a borra de vinificação que sobrou da vinificação dos vinhos Amarone, obtendo assim mais estrutura, complexidade e aromas. Este vinho é composto por um corte de Corvina Veronese (80%) e Rondinella (20%), uvas típicas da região, e passa por aproximadamente 12 meses de amadurecimento em barricas de carvalho francês. Vamos as impressões.
Na taça o vinho apresentou uma coloração rubi com borda tendendo ao granada, lágrimas finas e rápidas sem quase nenhuma cor, já demonstrando um pouco de sua idade. Tudo muito límpido e com alguma transparência.

No nariz o vinho apresentou aromas de ervas secas, fumo (tabaco), café e frutas vermelhas. Todos aromas muito bem integrados e indo e voltando na taça, a cada vez que colocava a taça no nariz parecia um outro vinho. Alguma coisa de baunilha também podia ser sentido.

Na boca o vinho tinha taninos firmes, rascantes, que secavam um pouco a boca. Mas tudo muito elegante e integrado com uma boa acidez (o vinho tinha uma boa vocação gastronômica) e sem álcool aparente. Final de média para longa duração com lembrança de frutas e chocolate amargo. Bastante complexidade.

Mais um bom vinho, com um preço um pouco mais alto do que um vinho do dia a dia, mas que valeu o quanto foi pago!

Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário