terça-feira, 7 de junho de 2011

Viagem a Punta Del Este Parte Final: Lugares que Valem a Visita

Quando comecei a série de posts sobre minha viagem a Punta Del Este prometi que traria um post com algumas dicas e minha visão sobre alguns lugares que valiam a visita, mas com a enchurrada de outros assuntos que andei abordando por aqui acabei me esquecendo de faze-lo. Mas como promessa é divida, aqui está o post final da viagem com algumas dicas que talvez façam você escolher seu próximo destino. Sem maiores delongas vamos aos locais que eu julgo interessantes para visita:


1 – La Mano: Todos podem dizer que este monumento é meio sem graça, mas é uma das maiores atrações de Punta. Pelo que li sobre o monumento, foi feito pelo artista chileno Mario Irarrazabal, e denota a presença do homem surgindo na natureza, com seus enormes dedos de concreto saindo do meio da areia. Conhecido também como “A Mão do Afogado”, fica localizado na Praia Brava e é um excelente começo para suas fotos de viagem;

2 – Casapueblo: De ateliê do artista Carlos Paez Vilaró a um luxuoso hotel e restaurante, a construção impressiona já em Punta Ballena. Feita em sua grande parte na encosta do mar, abriga ainda um museu com obras do artista. Vale a pena a visita principalmente ao restaurante, pois de lá é possível se ver e tirar lindas fotos de toda a construçãoe da vista de Punta Ballena;

3 – Conrad Cassino: Imperdível para amantes, ou não, dos jogos de azar como carteado, caça níqueis e pôquer, e o melhor, tudo legalizado. Além disso, o luxo do lugar, que ainda conta com restaurantes, cafés e hotel, é de deixar de queixo caido. Construido imponentemente na avenida a beira mar, é sem dúvida a maior atração turística de Punta Del Este. Além dos jogos citados acima, existe ainda uma máquina de apostas em cavalos “virtuais”, sala para grandes apostadores e salão exclusivo de pôquer. Para nós brasileiros que somos privados deste tipo de divertimento, vale a pena;


4 – O Porto de Punta Del Este: Um ótimo programa para uma manhã ensolarada. Seguindo o estilo nivel A de Punta, o porto é uma ótima opção para apreciar as lindas embarcações que parecem desfilar por ali, curtir a vida selvagem (não é raro a visualização de lobos marinhos, gaivotas, albatrozes, etc.), comer ou comprar pescados frescos que chegam pelas manhã nos barcos de pequenos pescadores ou ainda pegar um passeio para uma ilhota nas redondezas;

5 – Puente Leonel Vieira: Como se você se sentisse em uma montanha russa, não é possível não sentir um friozinho na barriga quando se passa por esta ponte em formato de “M” que liga Punta própriamente dito as praias mais afastadas;

6 – O  Farol de Punta del Este – Este farol foi construído e entregue ao serviço em 17 de novembro de 1860, por Tomás Libarena com a intenção de guiar os navegantes no Oceano Atlântico e no Rio da Prata. Para erguê-lo, utilizou-se uma mistura de terras de procedência vulcânica trazidas de Roma, combinação mais dura do que o cimento, o que fez com que se conserve até hoje em perfeito estado. O farol tem 45 mts de altura e os prismas de cristal que fazem parte do sistema de iluminação foram trazidos da Europa, mais exatamente da França. Funcionam com eletricidade e para os casos de emergência com gás de acetileno. No interior da estrutura há uma escada de caracol de 150 degraus a qual permite o acesso à parte superior;

7- Avenida Gorlero: É um centro comercial que abriga restaurantes, lojas, a praça de artezanatos. Você poderá passear pela avenida Gorlero em uma ótima caminhada durante o dia ou pela noite, por ser uma área de destaque de Punta del Este.

Não vou comentar e/ou separar as praias pois como eu estava em época fora de temporada, muitas destas estavam bem vazias e sem as costumeiras atrações mas as que parecem ser mais agitadas eram a Praia Brava que conta com a melhor infraestrutura de estacionamento, serviços de praia e afins, a Praia do Bikini, conhecida por ser ponto de encontro de famosos e de pessoas que querem “ver e ser vistas”e a Praia Montoya, famosa por seus campeonatos de surfe. Além disso, os restaurantes de Punta foram tratados em um post separado (lembrem aqui) e a visita a vinícola Alto de La Ballena também (aqui).

Espero que tenham gostado desta série de postagens sobre Punta e que com este pequeno guiazinho de minhas impressões possam se decidir por seu próximo destino de férias pois tenho certeza que não irão se arrepender.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário