segunda-feira, 20 de junho de 2011

Vale da Mina 2008

Eu não canso de dizer queos vinhos portugueses são os melhores exemplos de vinhos para o dia a dia com o melhor custo benefício. E mais uma vez neste final de semana eu comprovei minha tese. Diante de um almoço de domingo com direito a massa recheada com presunto parma e mussarela com molho de tomate nem arrisquei muito, bebi um exemplar alentejano que mais uma vez não fez feio. Veja, não estou aqui dizendo que bebi o melhor vinho do mundo e sim que somente o vinho tem o preço justo, entrega o que promete e me dá prazer.

Este Alentejano é feito pelo corte de Touriga Nacional, Alicante Bouschet e Cabernet Sauvignon, sem que eu saiba exatamente as proporções deifinidas. Estagia em barricas de carvalho por nove meses. E é só o que eu consegui de informações adicionais, portanto sem maior enrolação, vamos às impressões.

Na taça apresentou uma bonita e brilhante cor rubi, com lágrimas finas, abundantes e levemente coloridas.

No nariz abriu com aromas de frutos vermelhos maduros, muito floral e especiarias mais ao fundo. Seus 14% de álcool se encontram integrados e imperceptíveis no nariz.

Na boca o vinho apresentou corpo médio, taninos finos e presentes em boa quantidade, acidez viva e devidamente integrado com o álcool. Confirmou o frutado e floral em boca, deixando o final quase doce. Média persistência.

Vinho agradável, almoço agradável e companhia agradável tornaram a experiência rica e completa. Valeu cada minuto e centavo!

Até o próximo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário