quarta-feira, 29 de junho de 2011

O que é um "bom vinho" para iniciantes?!

Quem de nós, que começamos a nos interessar por vinho, estudamos, fazemos cursos, lemos tudo que encontramos a respeito, participamos de eventos e degustações nunca se viu em uma discussão com alguém, conhecedor ou não de vinhos, sobre o que é um vinho bom.

Evidentemente que de maneira mais simples possível, vinho bom é aquele que você ao toma-lo tem prazer e gosta do que bebe. E isto se torna verdadeiro se seu único objetivo é beber o vinho, sem maiores implicações. Ou seja, tome um gole e deixe que você se decida sobre o gostar deste vinho. Mas se você tem uma intenção maior que simplesmente beber o vinho, e quer ao menos entender o que está bebendo, diferenciar sabores e aromas, a coisa pode ser um pouco mais complicada.

É claro que descobrir o que você gosta é sim um passo importante na degustação de vinhos, mas não é o único nem tão pouco o mais importante. Um julgamento rápido sobre vinhos não é o mesmo que compreender e avaliar o mesmo. Se você está degustando propriamente um vinho, da maneira correta, você será capaz de identificar o sabor principal do vinho, os principais aromas em qualquer vinho que você provar, você conseguirá identificar as características básica dos principais varietais de uvas e quem sabe identificar as características de alguns cortes das regiões principais no mundo. Mas, a meu ver o mais importante, você será capaz de identificar os problemas apresentados por vinhos mal feitos. 

E é ai que eu queria chegar. Basicamente apontar um vinho bem feito, de custo considerável acessível e que normalmente atende a vários paladares pode ser um indício do que os iniciantes já se dão por satisfeitos. A partir dai, começamos a experimentar mais e mais, expandir nossos paladares e o vinho bom de antes, passa a não o ser mais, e nossos conceitos mudam. Mas ai é assunto para um outro post.

E você leitor, qual sua opinião? O que é um vinho bom pra você?

Nenhum comentário:

Postar um comentário