quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Como guardar seu vinho? 7 dicas interessantes

Este é uma assunto um tanto quanto batido, mas sempre valem dicas, ainda mais quando vem de fontes bacanas e normalmente confiáveis como a Wine Spectator. Há quem discorde de suas pontuações e coisas do gênero, mas o seu staff na grande maioria são de pessoas sérias, competentes e que entendem um pouco sobre o que estão falando. As dicas foram traduzidas e adaptadas por mim. Espero que gostem.

Primeiro, é útil lembrar que apenas uma pequena parte dos vinhos disponíveis no mercado se benefícia de um longo período de envelhecimento. A maioria dos vinhos são melhor apreciados logo após o seu lançamento ou poucos anos depois. Se você estiver pensando em comprar vinhos para envelhecer, você realmente deve considerar investir em níveis mais profissionais de armazenamento. Para todos os outros, no entanto, seguindo algumas orientações simples você conseguirá manter seus vinhos seguros até o dia em que você decida por consumi-los.

1. Mantenha-os refrescados

O calor é o inimigo número um para o vinho. Temperaturas superiores a 21°C irão envelhecer um vinho mais rapidamente do que normalmente é desejável. E se a temperatura ficar muito mais quente, o vinho pode ficar "cozido", resultando em aromas e sabores indesejáveis. A faixa de temperatura ideal é entre 7°C e 18°C (13° C e é frequentemente citado como próximo da perfeição), embora isso não seja uma ciência exata. Não se preocupe muito se o seu armazenamento atingir temperaturas levemente mais elevadas, enquanto você está abrindo as garrafas após pouco anos de seu lançamento.

2. Não os deixe gelados demais

Manter os vinhos em seu refrigerador doméstico é bom para até alguns poucos meses, mas não é uma boa aposta para o longo prazo. A temperatura média de um refrigerador normalmente é bem abaixo de 7°C para armazenar com segurança os alimentos perecíveis, e a falta de umidade pode eventualmente secar rolhas, que poderia permitir o ar a infiltrar-se nas garrafas e danificar o vinho. Além disso, não mantenha o seu vinho em algum lugar em que ele possa congelar (uma garagem sem aquecimento no inverno, esquecido por horas no congelador). Se o líquido começa a se transformar em gelo, pode expandir o suficiente para empurrar a rolha para fora.

3. Mantenha as temperaturas constantes

Mais importante do que se preocupar com a obtenção de uma temperatura perfeita (13°C) é evitar os problemas vindos de mudanças bruscas de temperatura extremas ou freqüentemente. Além dos sabores "cozidos", a expansão e contração do líquido dentro da garrafa pode empurrar a rolha ou causar infiltração de ar. O objetivo deve ser consistência, mas não se torne paranóico com flutuações pequenas de temperatura; vinhos podem passar por mudanças piores no trânsito da vinícola para a loja. (Mesmo que o calor faça com que o vinho escoe para fora passando a rolha, isto nem sempre significa que o vinho está arruinado. Não há nenhuma maneira de saber até que você resolva abri-lo - ele ainda pode estar delicioso).

4. Apague as luzes

A luz, especialmente a luz solar, pode representar um problema potencial para armazenamento de longo prazo. Os raios UV do sol podem degradar prematuramente o vinho apesar de sua idade. Seria esta uma das razões pelas quais os viticultores usam garrafas de vidro colorido? Elas são como óculos escuros para o vinho. A luz das lâmpadas de casa, provavelmente não irá danificar o vinho em si, mas podem apagar os rótulos no longo prazo. Lâmpadas incandescentes podem ser um pouco mais seguras do que as lâmpadas fluorescentes, que emitem quantidades muito pequenas de luz ultravioleta.

5. Não vacile na umidade

A sabedoria convencional diz que os vinhos devem ser armazenados em um nível de umidade ideal de 70 por cento. A teoria diz que o ar seco vai secar as rolhas, que poderia deixar o ar adentrar a garrafa e estragar o vinho. Sim, isso acontece, mas a menos que você viva em um deserto ou em condições árticas, isto provavelmente não vai acontecer com você. (Ou se você está guardando garrafas de 10 ou mais anos, mas então estamos de volta para a questão do armazenamento profissional). Em qualquer lugar entre 50 por cento e 80 por cento de umidade é considerado seguro, e colocando uma panela de água em sua área de armazenamento pode melhorar as condições. Por outro lado, condições extremamente úmidas podem promover mofo. Isso não afetará um vinho devidamente selado, mas pode danificar os rótulos. Um desumidificador pode corrigir isso.

6. Veja as coisas lateralmente

Tradicionalmente, garrafas foram armazenadas horizontalmente, a fim de manter o líquido contra a cortiça, o que teoricamente deve manter a rolha umida. Se você está pensando em beber essas garrafas no curto e médio prazo, ou se as garrafas têm maneiras alternativas de vedação (tampas de rosca, de vidro ou rolhas de plástico), isso não é necessário. No entanto, lembre-se: armazenamento horizontal é uma forma eficiente de organizar o espaço para armazenar suas garrafas, e definitivamente não pode prejudicar os seus vinhos.

7. Não faça de suas garrafas uma escola de samba

Há teorias de que a vibração pode danificar o vinho, a longo prazo, acelerando as reações químicas no líquido. Alguns colecionadores mais sérios se preocupam mesmo com as vibrações mais sutis causadas ​​por aparelhos eletrônicos, embora haja pouca evidência documentando os impactos disso. Vibrações significativas poderiam perturbar o sedimento em vinhos mais velhos e impedi-los de sedimentar, tornando-os potencialmente desagradáveis no aspecto visual do negócio. A menos que você viva acima de uma estação de trem ou estão hospedando concertos de rock, a vibração pode ser um provável problema para o seu armazenamento a curto prazo? Não. (Mas não vá chacoalhando os seus vinhos como um MVP do Super Bowl prestes a estourar uma garrafa de champanhe em todo o vestiário).

Espero que as dicas sejam úteis, mas ai vem a pergunta: Onde diabos vou manter minhas garrafas então?

Esta eu deixo para um próximo post! Ou se quiserem, mandem suas dicas através dos comentários do blog.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário